Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
13/04/2012 - 07h23

Países desenvolvidos lideram emissão de CO2

Publicidade

DANILO JANÚNCIO
JOCIMARA RODRIGUES
DO BANCO DE DADOS

Folha 13.abr.1992 - Cientistas da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) mostram, em estudo, que países desenvolvidos como EUA, Japão e Alemanha têm taxa de emissão de dióxido de carbono (CO2) por habitante muito superior à de países subdesenvolvidos, como o Brasil.

O CO2 é considerado o maior responsável pelo efeito estufa, causador do aquecimento global. Segundo a pesquisa, a indústria e os transportes são os principais responsáveis pela emissão do gás na atmosfera.

O relatório atribui a diferença de emissão de poluentes ao nível de desenvolvimento dos países, cujo consumo de energia per capita está relacionado ao nível de industrialização do país.

A pesquisa justifica o baixo índice de liberação de poluentes na atmosfera por países subdesenvolvidos pelo predomínio do uso de energia gerada a partir de fontes "limpas", como a energia hidrelétrica e os combustíveis não derivados de petróleo, como o álcool. Os idealizadores da pesquisa, Luiz Pinguelli Rosa e Luiz Fernando Legey, apresentarão os resultados do trabalho na Eco-92.

Outra pesquisa, realizada por cientistas do Painel Intergovernamental sobre Alterações Climáticas, ligados ao Programa das Nações Unidas sobre Meio Ambiente (PNUMA), mostra que o desmatamento da Amazônia, considerado um dos principais fatores do aumento da presença de CO2 na atmosfera, é responsável por no máximo 1,4% da emissão do gás em todo mundo.

Jorge Araújo-4.set.1988/Folhapress
Região da Amazônia que sofreu com desmatamento na década de 80
Área da floresta amazônica que foi palco de queimadas e desmatamento na década de 80

*

BRASIL

O governador do Ceará, Ciro Gomes, anunciou ontem a ocorrência de um surto de cólera na cidade de Quixadá, a 168 km de Fortaleza. A cólera é uma doença típica de regiões que sofrem com problemas de tratamento de água e esgoto, como o Nordeste brasileiro.

Segundo boletim divulgado pelo Ministério da Saúde no final de março, 2.837 casos foram registrados no país. Em duas semanas, este número quase dobrou, passando para 4.163 casos. Em Quixadá, 14 pessoas morreram e outras 1.090 estão em observação por apresentarem os sintomas da doença.

Ciro Gomes acusou as autoridades sanitárias de Quixadá de "omissão e irresponsabilidade" no trato da doença e demitiu há dois dias o delegado regional de Saúde, Antônio Moreira Magalhães. Em sua defesa, o delegado afirmou que sua demissão foi "política e eleitoreira".

*

MUNDO

O deputado peruano Robert Luy Wu, do partido governista Cambio 90, foi assassinado anteontem, enquanto almoçava num restaurante em Lima.

A polícia atribuiu o atentado à guerrilha de inspiração maoísta Sendero Luminoso. A polícia acredita que o grupo é responsável por pelo menos 14 mortes desde o golpe de Estado que se abateu no Peru, há oito dias.

O deputado, de origem chinesa, era um forte aliado do presidente golpista Alberto Fujimori, que, com o apoio das Forças Armadas, fechou o Congresso, cassou o Judiciário, prendeu oposicionistas e censurou a imprensa.

*

Juan Steves-12.abr.1992/Folhapress
O flamenguista Júnior (à direita) comemora seu gol sobre o Corinthians, no Pacaembu - Eco92
O flamenguista Júnior (à dir.) festeja gol contra o Corinthians

ESPORTE

O Corinthians desabou ontem, no Pacaembu, em São Paulo, diante do Flamengo, que venceu por 3 a 1 em jogo da 1ª fase do Campeonato Brasileiro.

Com toques ligeiros e a falta de marcação dos corintianos, o time carioca fez seus três gols ainda no 1º tempo.

Aos 23min, o veterano Júnior abriu o placar ao cobrar uma falta no canto direito de Ronaldo, que chegou atrasado no lance. Depois, mesmo marcado por Neto, o flamenguista comandou a vitória.

Os outros gols do time carioca foram marcados por Marquinhos, após falha do goleiro Ronaldo, e por Fabinho. Ezequiel descontou para o Corinthians no 2º tempo.

*

CULTURA

A Biblioteca Nacional da Irlanda abriu para consulta pública 3.000 cartas e notas inéditas do escritor irlandês James Joyce.

O material permaneceu 51 anos fechado a pedido do responsável pela coleção, Paul Leon, que foi secretário de Joyce.

Ainda em 1992, os escritos foram compilados por Catherine Fahy e se transformaram no livro "The James Joyce-Paul Leon Papers in the National Library of Ireland: A Catalogue", pela editora Syracuse University Press.

*

FRASE

"Eu acho que os Estados Unidos adoram Marilyn Monroe"

Donna Summer, cantora norte-americana que se apresenta no Brasil no final abril, ao ser questionada sobre o que acha de Madonna

*

Leia mais no Acervo Folha

VOCÊ SABIA?

Foi num encontro promovido pelo político Luiz Inácio Lula da Silva a mais de cem ONGs internacionais, em ocasião da Eco-92, que Sérgio Xavier se ofereceu para traduzir o discurso do ex-sindicalista. Desde então, ele se tornou o intérprete oficial daquele que viria a ser o presidente com o maior índice de popularidade da história do país.

Comentar esta reportagem

Termos e condições

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

TV Smart TV Smart HDMI, LED, Full HD a partir de R$ 999,99

Refrigerador Refrigerador Side By Side, Duplex, Frost Free a partir de R$ 849,00

Home Theater | Tênis | Mais...

Voltar ao topo da página