Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 

cida santos

 

12/09/2012 - 16h00

Kiraly assume seleção dos EUA

DE SÃO PAULO

A seleção feminina dos Estados Unidos já tem um novo técnico: Karch Kiraly. Ele é um dos mitos da história do vôlei mundial: é considerado o melhor jogador de vôlei de todos os tempos. Nos anos 80 e 90, Kiraly maravilhou o mundo. Era um jogador completo e extremamente técnico. Com ele, os Estados Unidos reinaram de 1984 a 1988 com dois títulos olímpicos e um mundial. Em 96, foi campeão olímpico na praia.

Desde 2009, Kiraly está investindo na carreira de técnico. Nos últimos anos trabalhou como assistente de Hugh McCutcheon no comando da seleção feminina americana. McCutcheon tentou nos Jogos de Londres repetir o feito do brasileiro José Roberto Guimarães: ser campeão olímpico com a seleção masculina e feminina. Ele tinha conquistado o ouro em Pequim com o time masculino, mas fracassou em Londres. Logo depois dos Jogos Olímpicos, deixou o comando da equipe e foi trabalhar na Universidade de Minessota.

O último ciclo olímpico das americanas com McCutcheon e sua comissão técnica foi muito bom. O time ganhou os últimos três títulos do Grand Prix, foi medalha de prata na Copa do Mundo e vice-campeão olímpico em Londres. Antes dos últimos Jogos Olímpicos, a seleção dos Estados Unidos era até apontada pelo técnico Zé Roberto como a melhor do mundo. É um time com uma bela defesa, muito disciplinado taticamente, que erra muito pouco e conta com duas craques: a oposto Destinee Hooker e a ponteira Logan Tom, que vai reforçar o Rio de Janeiro, do técnico Bernardinho, na Superliga.

Aos 51 anos, o desafio do Kiraly será transformar a seleção feminina americana em campeã olímpica e mundial. A equipe nunca conquistou a medalha de ouro nas competições mais nobres do vôlei: os Jogos Olímpicos e o Campeonato Mundial. Em Olimpíadas, o máximo que conseguiu foram três medalhas de prata: em 1984, 2008 e 2012. Em Mundiais, foi duas vezes vice-campeã: em 1967 e 2002. O contrato do Kiraly vai até os Jogos do Rio, em 2016. Terá uma boa base de trabalho: o time que foi vice-campeão em Londres.

cida santos

Cida Santos é jornalista e uma das autoras do livro "Vitória", que narra a trajetória da seleção masculina de vôlei, campeã olímpica em 1992. Escreve de segunda a sexta no site.

 

As Últimas que Você não Leu

  1.  

Publicidade

Livraria da Folha

O Que O Brasil Quer Ser Quando Crescer?

O Que O Brasil Quer Ser Quando Crescer?

A. G. Roemmers, Gustavo Ioschpe

Comprar
Meus Tiranos Favoritos

Meus Tiranos Favoritos

Bob Lutz

Comprar
Cegueira Moral

Cegueira Moral

Zygmunt Bauman

Comprar
Mandela

Mandela

Christo Brand, Barbara Jones

Comprar
Pavões Misteriosos

Pavões Misteriosos

André Barcinski

Comprar

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

TV LED TV LED Smart, HDMI, Full HD a partir de R$ 899,90

Geladeira Geladeira Side By Side, Duplex, Frost Free a partir de R$ 849,00

Home Theater | Tênis | Mais...

Voltar ao topo da página