Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
27/03/2012 - 18h09

Cidade baiana cancela Carnaval fora de época por causa da seca

Publicidade

DANIEL CARVALHO
DE SÃO PAULO

A estiagem que fez a Bahia decretar situação de emergência em 158 cidades obrigou o município de Caetité (651 km de Salvador) a cancelar a micareta que aconteceria no próximo mês.

O prefeito José Barreira (PSB) considerou que não há condições de realizar a Micaetité, que aconteceria de 27 a 29 de abril. Não chove no município desde dezembro, e a seca atinge seus 48 mil habitantes.

Em alguns bairros, só chega água uma vez por semana. Até as creches têm ficado sem abastecimento.

Cerca de 90% da safra de feijão e milho está perdida, calcula a administração municipal. A vazão dos poços artesianos caiu de 10 mil para 4.000 litros por hora.

"A realização [da festa] seria uma incoerência diante do atual quadro do município", disse Barreira.

O prejuízo ainda não foi calculado, mas, segundo o prefeito, em outras edições da micareta a cidade chegou a receber 10 mil visitantes.

A prefeitura informou que a decisão de cancelar o Carnaval fora de época foi tomada em acordo com diretores de blocos e associações carnavalescas. Os contratos firmados pelo município foram suspensos sem custos para os cofres públicos.

RECURSO FEDERAL

Na segunda-feira (26), o Ministério da Integração Nacional liberou R$ 232 milhões para o governo da Bahia. Os recursos devem ser usados para construção de pequenas barragens, cisternas e de 1.240 sistemas coletivos de abastecimento até 2013. O dinheiro também deve cobrir gastos com carros-pipas, cestas básicas e medicamentos.

Cerca de 2 milhões de pessoas já foram afetadas pela estiagem em toda a Bahia. Se não chover até o fim de março, o Estado registrará a maior seca dos últimos 30 anos, diz a Secretaria da Casa Civil.

De acordo com o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), a previsão do tempo para a Bahia --exceto o litoral -- é de sol e poucas nuvens nos próximos dias.

Comentar esta reportagem

Termos e condições

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página