Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
22/08/2012 - 09h38

Sem inauguração, Rio desembrulha monumento dado por Ahmadinejad

Publicidade

LUCAS VETTORAZZO
DO RIO

A Prefeitura do Rio enfim "desembrulhou" o monumento dado pelo presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, durante a Rio+20 (conferência da ONU sobre ambiente que aconteceu em junho), mas não fará uma cerimônia oficial de inauguração.

Como a Folha já havia mostrado em 19 de julho. O monumento, uma réplica das colunas da cidade histórica de Persépolis, no Irã, ficou mais de um mês embrulhado em plástico preto, na avenida Pedro 2º, em São Cristóvão, zona norte do Rio.

No mês passado, a prefeitura informou que a inauguração ocorreria em quinze dias. No último dia 7, cerca de 20 dias após a primeira reportagem da Folha, a assessoria de comunicação da secretaria de Conservação informou por e-mail que até o final desse mês o monumento seria inaugurado.

Ontem, por telefone, a assessoria disse que a instalação foi concluída, mas não haverá inauguração oficial. Procurada, a embaixada do Irã no Brasil não se manifestou.

Fernando Rabelo/Cecilia Acioli/Folhapress
Monumento dado pelo presidente do Irã é desembrulhado após um mês, mas fica sem inauguração oficial
Monumento dado pelo presidente do Irã é desembrulhado após um mês, mas fica sem inauguração oficial

A inauguração, que deveria ter ocorrido no sábado seguinte à Rio+20, em 23 de junho, foi adiada antes mesmo de entrar na agenda oficial. Houve especulações de que o cancelamento ocorreu para evitar que autoridades municipais fossem fotografadas ao lado do presidente do Irã.

A prefeitura disse, no entanto, que adiou a inauguração porque o peso do monumento poderia comprometer o solo da área, que chegou a ser interditada pela Defesa Civil.

O monumento desperta a curiosidade e a criatividade da população local, que apelidou a rotatória de "praça dos cornos". Isso porque no topo da coluna há duas cabeças de grifos, animal mitológico que é metade águia, metade leão. As orelhas dos bichos parecem chifres, fazendo com que passantes as confundissem com cabeças de touro.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página