Flanelinha é morto por PM após insistir em jogar água em carro no Rio

WANDERLEY PREITE SOBRINHO
COLABORAÇÃO PARA O UOL

O policial militar Leandro Augusto Graziano matou um flanelinha no início da noite desta quinta-feira (11) no Rio de Janeiro.

Romário de Oliveira Resende, 27, levou um tiro porque insistiu em jogar água no para-brisa do carro do PM, de acordo com a UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) de Manguinhos.

Preso no trânsito na esquina da avenida Cesário de Melo com a rua Madre Teresa, Graziano foi abordado por Resende, que se aproximou do veículo. Sem que pedisse permissão, o flanelinha jogou água no para-brisa do cabo.

À reportagem, a assessoria da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) de Manguinhos, onde o policial trabalha, confirmou o crime e a versão dada por Graziano, que se apresentou ao 35º Departamento de Polícia. "O flanelinha começou a limpar o vidro e foi pedir dinheiro", disse o policial em seu depoimento.

O cabo se apresentou espontaneamente à divisão de homicídios e vai responder ao crime em liberdade. "Ele não tinha nenhum antecedente desfavorável", informou a UPP. "Apenas a arma e o carregador foram apreendidos."

Crédito: Reprodução/TV Globo O policial militar Leandro Augusto Graziano, do Rio
O policial militar Leandro Augusto Graziano, do Rio
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.