Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
04/02/2011 - 10h26

Ataque de cães gera confusão entre vizinhos em Perdizes, em SP

Publicidade

VINÍCIUS QUEIROZ GALVÃO
DE SÃO PAULO

Com insultos e gestos obscenos de lado a lado, uma confusão entre vizinhos em Perdizes (zona oeste de São Paulo) foi parar na delegacia e rendeu processo na Justiça.

Na semana passada, uma matilha de boxers atacou --e matou-- um llasa apso que passeava na coleira com a dona, a assistente do Tribunal de Justiça Sandra Hortal, na rua Dr. Franco da Rocha.

É a quarta agressão nos últimos anos, dizem vizinhos. A dona dos animais, a engenheira Stella Stahl, afirma que eles "não têm índole de briga e são castrados".

Com medo de ataques, moradores tomam direção oposta à da casa dos boxers ao passear com cachorros. E os de pequeno porte agora vão no braço naquela quadra.

Segundo Hortal, o portão da casa estava aberto porque lavavam a calçada. Ao ver o pequeno llasa apso de 4 kg, os três cães atacaram juntos.

Rodrigo Capote/Folhapress
Sandra mostra foto de seu cachorro atacado morto por boxers na região de Perdizes, na zona oeste de SP
Sandra mostra foto de seu cachorro atacado morto por boxers na região de Perdizes, na zona oeste de SP

O bicho morreu estrangulado com fraturas no pescoço, no maxilar e de hemorragia decorrente das mordidas. "Só soltaram meu cachorro quando ele estava morto. Tive de ir ao pronto-socorro tomar calmantes", afirma.

"Foi sem querer, um acidente", diz Stahl. "Os vizinhos não querem me ouvir, não quiseram nem aceitar meu cartão. A postura deles é de briga, vou ter de me defender na Justiça."

"O boxer é um cão dócil por natureza, nunca ouvi falar que matam e atacam. São indicados para crianças", diz Raquel Hama, especialista em comportamento animal.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página