Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
14/07/2011 - 18h53

Iphan tomba mausoléu de Santos Dumont no Rio

Publicidade

LUIZA SOUTO
DO RIO

O Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) tombou provisoriamente o Mausoléu Ícaro, onde ficam os restos mortais de Santos Dumont, pai da aviação.

Localizado no cemitério São João Batista, em Botafogo, na zona sul do Rio, o monumento é composto por um pedestal em pedra e uma escultura em bronze, de aproximadamente três metros, da figura mitológica que simboliza o sonho de voar.

A reprodução da obra foi utilizada na exposição internacional em comemoração ao centenário da Independência, em 1922. Ao término do evento, Santos Dumont foi presenteado com a escultura.

A obra original é de autoria de George Colín e foi produzida a pedido do Aero Club da França a fim de homenagear o inventor brasileiro pelos voos realizados. Como era de sua vontade, Santos Dumont foi enterrado no mausoléu da família, que ele mesmo ajudou a construir anos antes.

Se for ratificado pelo conselho consultivo do instituto, o tombamento será o primeiro do gênero no Estado do Rio de Janeiro.

"O processo de tombamento é assim mesmo. Ele é antecipado pelo conselho consultivo para dar mais solidez à proteção. Depois fazem a ratificação e o tombamento fica fixo", explicou a assessoria de imprensa do Iphan.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página