Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
05/08/2011 - 08h13

Giginho, cachorro vira-lata, morre enforcado em pet shop de SP

Publicidade

LUISA ALCANTARA E SILVA
DE SÃO PAULO

Na terça-feira (2), a dona de casa Rosely de Mauro Alfani, 58, deixou o seu cachorro em um pet shop perto de sua casa, no Ipiranga (zona sul de SP), para um banho.

Quarenta minutos depois, por volta das 13h, voltou ao local para buscar Gigio, seu vira-lata --parecido com um yorkshire terrier-- de cerca de um ano e meio. Mas logo Rosely foi surpreendida: Giginho estava morto.

Ela ainda tentou levá-lo a um veterinário, em vão. A polícia foi acionada e a família e o dono do Spa dos Bichos fizeram boletim de ocorrência.

Segundo a família do cão Gigio --e o boletim de ocorrência--, ele se enforcou na coleira. A guia estava presa na mesa sobre a qual ele estava e, quando o dono do pet shop saiu para ligar para Rosely buscá-lo, o cachorro pulou e se enforcou.

Arquivo pessoal
Imagem mostra cachorro Gigio que morreu em um pet shop do Ipiranga na zona sul de São Paulo
Imagem mostra cachorro Gigio que morreu em um pet shop do Ipiranga na zona sul de São Paulo

Na versão do pet shop, o animal não se enforcou. O proprietário saiu para telefonar e, quando voltou, a mesa estava vomitada, com o cachorro sobre ela.

"Foi um acidente", diz Ana Lúcia Lopes Rodrigues, mãe do dono do pet shop.

Na tentativa de consolar Rosely, seu marido lhe deu um yorkshire terrier, chamado de Giginho 2º.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página