Saltar para o conteúdo principal Saltar para o menu

Ribeirão Preto

Expansão de cidades transformou linhas férreas em obstáculos no interior de SP

Publicidade

A expansão desenfreada dos municípios fez com que as linhas férreas passassem de impulsionadoras do desenvolvimento econômico do interior de São Paulo a obstáculos ao progresso da vida urbana.

Em 21 cidades do Estado, o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte) tem projetos e realizou obras para a retirada dos trilhos das áreas urbanas.

Uma delas é São José do Rio Preto, onde um descarrilamento de vagões de cargas causou a morte de oito pessoas no último dia 24 de novembro.O projeto do contorno ferroviário do município ainda está em desenvolvimento e não há previsão para a execução.

Na região de Ribeirão Preto, as obras estão em andamento em duas cidades. Em Araraquara, a obra do contorno ferroviário está atrasada há seis anos.

A obra está em fase final com previsão de entrega para o segundo semestre de 2014.

Já em São Carlos está em execução a transposição de um trecho da linha férrea e há projeto para a transposição de outras áreas no município. Em Matão foi concluída uma obra de transposição.

PASSAGEIROS

Um projeto do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento) de 1998 pretendia recuperar linhas férreas ociosas em 11 regiões do Brasil para que fossem utilizadas para o transporte de passageiros. O projeto foi arquivado por falta de interessados.

Cada um dos trechos reativados teria entre 100 e 200 quilômetros de extensão.

"Existe uma demanda na área de transporte coletivo que pode ser muito bem atendida com a ativação desse setor ferroviário ocioso", disse Carlos Malburg, técnico do departamento de mobilidade e desenvolvimento urbano da área de infraestrutura social do BNDES.

O estudo apontou a viabilidade do projeto em linhas férreas do Rio Grande do Norte, Alagoas, Sergipe, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina e duas no Rio Grande do Sul.

No Estado de São Paulo dois trechos foram estudados: um ligava Campinas a Poços de Caldas (MG) e outro, a zona rural ao centro de Piracicaba.

"Nós tentamos articular com empreendedores a implementação desse projeto, mas não houve interesse", afirmou Malburg.

Livraria da Folha

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Siga a folha

Publicidade

Livraria da Folha

Publicidade
Publicidade

Folha Shop

Geladeiras Geladeiras Frost Free, Duplex, a partir de R$ 862,20

Notebook Notebook Trabalhe, estude, jogue, a partir de R$ 769,00

Celulares | Tênis | Mais...

Voltar ao topo da página