Saltar para o conteúdo principal Saltar para o menu

MEC agora diz que não vinculará melhoria de aluno a diploma de pós para professor

Publicidade

O Ministério da Educação informou nesta quinta-feira (2) que não vinculará a concessão de diplomas de pós-graduação para professores à melhoria das turmas desses docentes.

Professores terão de melhorar alunos para ganhar diploma
Análise: Evasão em ciências exige programa específico

A pasta diz que tal condicionamento será decidido por Estados e municípios.

Conforme a Folha informou hoje, a pasta lançará programa para tentar melhorar o desempenho de alunos e professores em matemática, física, química e biologia, nos ensinos médio e superior.

Uma das ações apresentadas pelo coordenador do programa, Mozart Neves, era a oferta de pós-graduação a professores da rede pública.

O diploma daria direito ao docente a ter um aumento salarial (progressão na carreira), mas só seria concedido se ficasse comprovado que seus alunos melhoraram.

Após a publicação da reportagem, o ministério divulgou nota dizendo que "decisões nesse sentido caberão exclusivamente a Estados e municípios", pois o ministério "não tem gerência nas carreiras dos professores".

Segundo a nota, estão mantidas outras ações citadas pelo coordenador do programa, como o incentivo a alunos do ensino médio a escolherem licenciatura nas áreas de exatas e biológicas.

Serão criados núcleos nas universidades em que os estudantes do ensino médio interessados nessas carreiras poderão começar a ter contato com o ensino superior.

A meta é chegar a 100 mil alunos, incluindo medalhistas em olimpíadas do conhecimento, como de matemática e português. Os alunos participantes ganharão bolsa-auxílio, bancada pela União.

Os núcleos contarão também com professores universitários, docentes da educação básica e pesquisadores universitários, na tentativa de aproximar os estudos no ensino superior aos problemas das escolas básicas públicas.

Segundo o próprio governo, um dos principais problemas no setor educacional no país é a falta de professores nas quatro disciplinas.

Com o programa, o ministério pretende aumentar a quantidade de jovens interessados no magistério.

O país tem cerca de 250 mil docentes de ensino médio em matemática, física, química e biologia, segundo os últimos dados do governo. Mas boa parte não tem formação na área --em física, são 90%.

Livraria da Folha

Publicidade
Publicidade

Envie sua notícia

Publicidade Drummond

Siga a folha

Publicidade

Livraria da Folha

Publicidade
Publicidade

Folha Shop

Geladeiras Geladeiras Frost Free, Duplex, a partir de R$ 862,20

Notebook Notebook Trabalhe, estude, jogue, a partir de R$ 769,00

Celulares | Tênis | Mais...

Voltar ao topo da página