Desempenho de alunos do 1º ao 5º ano tem queda pela primeira vez em SP

Crédito: Eduardo Anizelli - 5.nov.2015/Folhapress Alunos do 5º ano em escola pública; matemática melhora em todas as séries em avaliação de SP
Alunos do 5º ano em escola pública; matemática melhora em todas as séries em avaliação de SP

DE SÃO PAULO

O desempenho dos estudantes do ciclo 1 do ensino fundamental, que abrange do 1º ao 5º ano, caiu no ano de 2017, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (24) pela Secretaria Estadual de Educação. Essa é a primeira vez que a média desse grupo registrou queda desde o início da medição, em 2008.

De acordo com os dados, a nota no Idesp (índice de desenvolvimento educacional do Estado) foi de 5,40, no ano de 2016, para 5,33, no ano passado. O número considera as notas dos alunos em língua portuguesa e matemática no Saresp (sistema de avaliação estadual), além de taxas de aprovação, reprovação e abandono.

Os outros dois grupos avaliados melhoraram o desempenho. O fundamental ciclo 2, que abrange do 6º ao 9º ano, subiu de 2,93, em 2016, para 3,21; enquanto o ensino médio subiu de 2,30 para 2,36, no mesmo período. A meta do Estado é alcançar até 2030 o índice 7 no ciclo 1 do fundamental, 6 no ciclo 2 e 7 no ensino médio.

Na avaliação de cada disciplina, a gestão Geraldo Alckmin (PSDB) destacou a melhoria do desempenho dos alunos em matemática, após registrar queda, no ano de 2016, tanto no ensino fundamental como no médio.

Em 2017, todos os ciclos melhoraram na avaliação da disciplina no Saresp. O maior salto aconteceu entre os estudantes do 9º ano, cuja nota foi de 251 para 256,7. Já o menor avanço ocorreu no 3º ano do ensino médio –de 278,1 para 278,3.

A prova do Saresp é aplicada no 3º, 5º, 7º e 9º ano do ensino fundamental e no 3º ano do ensino médio.

O desempenho dos alunos em língua portuguesa também melhorou, com exceção do 5º ano do ensino fundamental. Segundo a Secretaria Estadual de Educação, a nota dos estudantes do 5º ano foi de 218,6, em 2016, para 214,3, no ano passado –uma queda de 4,3 pontos–, o que contribuiu para a queda da média do ciclo 2 do fundamental no Idesp.

Em todos os outros anos, houve melhora na nota de língua portuguesa, com destaque para o 3º ano do ensino fundamental, que foi de 172,3 para 179,2.

Por conta da queda no desempenho em língua portuguesa, a secretaria afirma que "vai reforçar as ações de formação específica para professores dos 4º e 5º anos com foco no desenvolvimento das competências leitora e escritora, bem como dos conceitos matemáticos com vista à recuperação das habilidades não consolidadas".

As provas do Saresp foram aplicadas em 8 e 9 de novembro em todas as 5.000 unidades estaduais –mais de 900 mil estudantes participaram da avaliação. Os resultados agora serão disponibilizados para cada diretoria regional para que possam ser utilizados no planejamento das atividades.

Desde 2008, o Idesp é critério para o pagamento de bonificação para professores de escolas que consigam elevar seus indicadores. Essa política é questionada por especialistas por causa da fragilidade de evidências que apontem que ela promova alguma melhora no aprendizado.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.