Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
Jussara Matsuda

Quem é ela?

Jussara Matsuda, 53 anos, Médica, casada, tem dois filhos, nasceu em Uberlândia (MG)

* Dados de 2006

Fundadora do IME (Instituto de Medicina Especializada) - Clínica Cidadã, empresa que tem 19 profissionais, dos quais 12 médicos, nas áreas de angiologia, clínica geral, dermatologia, ginecologia, oftalmologia, ortopedia, odontologia e nutrição, entre outras; as consultas são oferecidas a R$ 30

Beneficiários diretos: 25 mil pessoas (desde 2003)

Orçamento em 2005: R$ 65 mil (autofinanciamento)

www.clinicacidada.com.br

Visão de médica acaba com filas de consultas populares

Clínica atende a R$ 30 e viabiliza desconto em exame

RAQUEL BOCATO
da Folha de S.Paulo

Mulher de choro fácil, a médica oftalmologista Jussara Mendes Lopes Matsuda, 53, emociona-se com quase tudo: quando lembra de alguns dos pacientes do IME (Instituto de Medicina Especializada) - Clínica Cidadã, ao falar dos primeiros anos de formada e quando conta seus planos.

Um dos poucos momentos em que as lágrimas não lhe vêm aos olhos é quando fala sobre a desclassificação de sua clínica multidisciplinar, que oferece consulta médica a R$ 30, em programa que reconhece práticas de responsabilidade social.

A entidade, de Uberlândia (MG), dizia não entender "que se possa ter prática de responsabilidade social prestando serviços médicos a preços justos e acessíveis à comunidade. Mesmo cobrando abaixo do mercado, a empresa ganha financeiramente". Jussara, também mineira, pensa diferente. "Não posso depender de recursos externos, que podem vir ou não."

Olhos abertos

Ela abriu os olhos para o problema do atendimento a pessoas de baixa renda em 1996. Morando em Brasília, dedicava quintas-feiras e sábados à comunidade de Paranoá. "Tinha mais a fazer [pela população]", diz, com voz embargada.

Contrastava com os outros dias da semana, quando atendia políticos em um consultório "herdado" após um acidente que matou o dono da empresa.

Mas o coração a levou de volta a Minas Gerais. Depois de se divorciar, conheceu um novo amor e mudou-se para Uberlândia, sua cidade natal. Ela casou com Massami Matsuda, ortopedista, colega de faculdade, e foi trabalhar em hospitais. "Vi que poderia fazer algo e devolver um pouco do que recebi."

Em 2001, criou uma clínica. Não havia, no entanto, orientação específica para o atendimento à população carente.

Dois anos depois, em um curso de pós-graduação, a idéia de uma "clínica cidadã" germinou. "Percebi que precisava fazer algo. Fui estudar para entender esse lado empreendedor tão contido dentro de mim", diz.

O início, diz ela, foi "difícil". "Você tem de quebrar barreiras, preconceitos, paradigmas. Tem de insistir na causa", analisa Matsuda, que, no começo, contou com o apoio do marido e de um colega angiologista.

Outros profissionais não tardaram a chegar -especialmente estimulados pela proposta de trabalho da clínica. Empresários da saúde também atenderam à convocação da médica.

Hoje, os pacientes têm direito a um cartão que dá descontos generosos em cirurgias, em exames e em medicamentos. "Esse é só o começo."

 
Patrocínio: Coca-Cola Brasil e Portal da Indústria; Transportadora Oficial: LATAM; Parceria Estratégica: UOL, ESPM, Insper e Fundação Dom Cabral
 

As Últimas que Você não Leu

  1.  

  • Realização
  • Patrocínio
    • CNI
    • Vale
  • Parceria Estratégica
  • Parceria Institucional
  • Divulgação
    • Aiesec
    • Agora
    • Brasil Júnior
    • Envolverde
    • Endeavor
    • Ideia
    • Make Sense
    • Aspen
    • Semana Global de Empreendedorismo
    • Sistema B
    • Avina

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página