Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
07/11/2010 - 16h03

Aparelho celular é só uma das fontes de ondas nocivas, lembra médico

Publicidade

DÉBORA MISMETTI
DA EDITORA-ASSISTENTE DE SAÚDE

O celular não deve ser isolado como causa de problemas, lembra Edson Amaro Jr., professor de radiologia da Faculdade de Medicina da USP. "O homem polui o ambiente com todas as formas de ondas eletromagnéticas."

Fabricantes contestam cientista sobre riscos do celular à saúde
"Vamos esperar os cadáveres para agir contra o celular?", questiona pesquisadora
Pesquisa liga proximidade de antena a maior risco de câncer
Acompanhe a Folha no Twitter
Conheça a página da Folha no Facebook

Já é sabido há anos que o sol é causa de câncer de pele. "Você se expor ao sol em situações extremas equivale a fazer exames de raio-X."

O que diferencia os tipos de radiação é a frequência. Quanto maior a frequência, maior a energia, e maiores os riscos de efeitos nocivos.

Conclusão: "Se você não precisa, não use celular, e se você não precisa, não se exponha ao sol", diz Amaro.

+ Livraria

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página