Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
14/02/2011 - 13h18

China reduzirá presença do cigarro no cinema e na TV

Publicidade

DA FRANCE PRESSE

O governo da China decidiu reduzir as cenas com cigarro nos programas de televisão e no cinema, em um momento no qual, sem a adoção de medidas radicais, o número de mortes provocadas pelo tabagismo pode aumentar consideravelmente no país.

O organismo de controle dos meios audiovisuais na China (Sarft) pediu um "controle rígido" das cenas com cigarro e proibiu a participação de menores de idade nas mesmas.

As marcas de cigarro serão vetadas no cinema e nas séries de televisão. Além disso, as cenas com personagens fumando serão reduzidas ao máximo, segundo o site do Sarft.

Uma pesquisa recente com 11.000 estudantes de Pequim mostrou que 33% deles têm vontade de experimentar cigarro depois de assistir uma cena com o objeto, destaca a agência oficial Xinhua (Nova China).

A China tem 300 milhões de fumantes, o que representa um terço da população mundial consumidora de tabaco.

O número de mortes provocadas pelo tabaco no país pode triplicarse até 2030 se o país não adota medidas severas, advertiu um relatório de especialistas chineses e estrangeiros divulgado em janeiro.

+ Livraria

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página