Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
01/03/2011 - 08h33

Cidade da Califórnia foi a primeira do mundo a proibir fumo

Publicidade

FERNANDA EZABELLA
DE LOS ANGELES

Foi uma cidadezinha da Califórnia a primeira do mundo a proibir o fumo em lugares públicos, em 1990. Oito anos depois, a lei virou estadual. As vendas de cigarros vêm caindo desde então.

Enquete: Você acha que o Brasil deveria proibir o fumo em locais públicos, como praças e parques?
Especialistas desaprovam veto ao fumo em praias e parques de SP
Fumar em Nova York? Só em casa e olhe lá
Sob protestos, Boston cria projeto de lei para imitar NY
Em Washington, sobraram terraços e pátios para fumar
Na China, tem cigarro até em hospital
Em Buenos Aires, tolerância a cigarro diminui agora
Boemia perde o 'fumacê' na Espanha
Nova lei antifumo afeta restaurantes na Bulgária
Venezuela anula lei antifumo aprovada na última quinta-feira

Hector Mata/AFP
Cartaz antifumo de 1997, em ônibus de Los Angeles
Cartaz antifumo de 1997, em ônibus de Los Angeles

No ano passado, o então governador Arnold Schwarzenegger vetou projeto que multaria em US$ 100 quem fumasse em parques e praias do Estado. Afirmou ser "muita intromissão do governo". Ele, que fuma charutos, manteve o vício instalando um fumódromo no prédio do governo, em Sacramento.

Mas o veto dele não mudou as proibições já existentes. Desde 2006 é proibido fumar nas praias de Santa Mônica e Long Beach.

Pela Sunset Boulevard, famosa avenida de bares de Los Angeles, os frequentadores são obrigados a fumar nas ruas. Não há cercadinhos e as calçadas ficam limpas. Mas há exceções, como na entrada do clube Whiskey a Go Go, repleto de bitucas no chão, à noite. "Pelo menos o tempo aqui é melhor, dá para fumar do lado de fora", disse uma mulher fumando só na rua. "Sou de Saint Louis [Missouri] e lá faz muito frio."

No Estado de Nevada, é proibido fumar em lugares fechados, com exceções: bares que não servem comida, cassinos, hotéis e bordéis.

+ Livraria

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página