Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
comentários dos eleitores Eleições 2010
  1. Presidente
  2. Governador
  3. Senador
  4. Dep. Federal
  5. Dep. Estadual
  6. Busca

Candidatos - Governador

Rosalba Ciarlini

DEM - número 25

Nome completo: Rosalba Ciarlini Rosado

Coligação: Força da União (PSL / PTN / PSC / DEM / PMN / PSDB)

Data de nascimento: 26/10/1952

Sexo: Feminino

Estado: Rio Grande do Norte

Estado civil: Casado

Grau de instrução declarado: Superior Completo

Ocupação declarada: Senador

Bens declarados na Justiça Eleitoral

R$ 184,5 mil (6 bens):

- Automóvel Kia/Sorento (R$ 123,5 mil)
- Automóvel Troller, modelo T4 (R$ 32.980,00)
- Caderneta de poupança no Banco do Brasil (R$ 52,37)
- Saldo em conta corrento no Banco do Brasil (R$ 2.545,03)
- Saldo em conta corrento no Banco do Brasil (R$ 16.798,29)
- Quotas de capital social da Unicred (R$ 8.548,22)

No arquivo da Folha

  • (3/8/10)

    Outra praça a preocupar o comando serrista é o Rio Grande do Norte. Ali a oposição tem a líder nas pesquisas, Rosalba Ciarlini (DEM), mas a campanha esconde o candidato presidencial. Trata-se de conselho da marquetagem para não contrariar o eleitorado lulista.

  • (8/7/10)

    O Senado aprovou ontem, por unanimidade, PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que torna obrigatória a ampliação da licença-maternidade de quatro para seis meses no país. Hoje, a licença de 180 dias é facultativa às empresas, que têm liberdade para aderir ou não à extensão do benefício, e já é adotada em diversos órgãos públicos. Para que a licença obrigatória entre em vigor, a PEC tem de ser votada em segundo turno (o que está previsto para agosto) e depois vai para a Câmara. Se aprovada, segue para promulgação. Autora da PEC, a senadora Rosalba Ciarlini (DEM-RN) disse que a ampliação traz benefícios às empresas. "A mulher, quando fica mais com o filho, volta ao trabalho mais produtiva e falta menos", afirmou. iarlini disse que a aprovação da PEC não traz prejuízo às trabalhadoras, que temem correr risco de demissão após o maior período de ausência do trabalho. "Todos os países que avançaram na licença-maternidade não enfrentaram esse problema."

  • (19/4/10)

    Além da passagem hoje por Minas, José Serra programou pelo menos mais duas viagens para esta semana. O tucano irá ao Rio Grande do Norte, onde a aliança está fechada com a candidatura de Rosalba Ciarlini (DEM) ao governo.

  • (7/8/09)

    Suplente do Conselho de Ética do Senado, Rosalba Ciarlini (DEM-RN) usou verba pública para pagar viagens de turismo para ela, marido, filhos, além de outros parentes, amigos, o advogado e a mulher do advogado, no país e no exterior. Custeou passagens e, em alguns casos, até estada em hotéis. Rosalba é o primeiro caso detalhado no Senado de descontrole no uso da cota aérea a vir a público. Em abril, foram dezenas de exemplos na Câmara, no escândalo conhecido como a "farra das passagens". Em 29 de fevereiro de 2008, Rosalba viajou para Estrasburgo, cidade turística francesa, onde passou duas semanas. Os bilhetes custaram R$ 3.376. No requerimento para se ausentar do país, ela só informou atividades de interesse parlamentar entre 4 e 8 de março.
    Ela custeou também a hospedagem de seu filho Carlos Eduardo no Marina Park Fortaleza em junho de 2007. Nos dias 19 e 20 de julho, em pleno recesso, pagou a estada dela, do marido, do filho, do advogado Paulo Fernandes e da mulher dele, Olindia Fernandes, no Gran Meliá Mofarrej. A conta somou R$ 2.212,70. Rosalba é cria política do líder do DEM no Senado, o também potiguar José Agripino Maia, e está em primeiro lugar na corrida para o governo do Rio Grande do Norte, em 2010, de acordo com pesquisas encomendadas por seu partido. Apesar de dizer que não se recorda de todos os voos e gastos citados pela Folha, ela confirmou que usou sua cota para pagar passagens e estada para parentes, amigos e o advogado."Antes, [a cota] era vista mais como uma complementação que era de uso do parlamentar, que ele podia usar para o deslocamento seu, do cônjuge, de dependentes ou de pessoas que achasse que era conveniente." Questionada se não sabia que é irregular o pagamento de hospedagem e passagens para parentes e amigos em situações sem relação com a atividade parlamentar, respondeu: "Eu cheguei aqui, senadora nova, a orientação era essa".

  • (29/6/09)

    O líder do PMDB na Câmara Federal, Henrique Alves, se esforça para atrair o primo e correligionário Garibaldi à aliança lulista em 2010, mas o DEM tem uma oferta melhor: além de apoiar a reeleição de Garibaldi, pode abrir vaga para o pai do senador, Aloizio Alves. Ele é suplente da "demo" Rosalba Ciarlini, candidata ao governo do Rio Grande do Norte.

  • (20/11/08)

    A Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou ontem a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) que prevê estender a todas as mães a prorrogação da licença-maternidade de quatro para seis meses. A lei que já existe prevê apenas a opção da empresa pela prorrogação em troca de benefícios fiscais. A proposta de torná-la exigência constitucional partiu da senadora Rosalba Ciarlini (DEM-RN) e não prevê redução de impostos. A senadora propõe alterar inciso 18 do artigo 7º da Constituição. A proposta será enviada ao plenário da Casa para votação.

  • (16/10/07)

    Na lista dos "demos" que devem votar com o governo na CPMF está Rosalba Ciarlini. Líder da bancada, José Agripino ameaça punir quem não acompanhar o partido, mas terá especial dificuldade em cumprir a palavra no caso da senadora, sua aliada no Rio Grande do Norte.

  • (19/9/07)

    Por 4 votos a 2, Rosalba Ciarlini (RN) escapou da cassação por suspeita de abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação nas eleições de 2006. A maioria dos ministros do Tribunal Superior Eleitoral disse que não havia provas suficientes.

  • (2/10/06)

    Na eleição para o Senado, o vencedor deve ser Rosalba Ciarlini (PFL), com 44,5% dos votos. Ela bateu seu principal concorrente, Fernando Bezerra (PTB), que tinha 43,1%.


 
  Acompanhe a Folha.com no Twitter  

Publicidade

Livraria da Folha

Políticos do Brasil

Políticos do Brasil

Fernando Rodrigues

De: 39,90

Por: 14,90

Comprar
Eleições na Estrada

Eleições na Estrada

Eduardo Scolese, Hudson Corrêa

De: 29,90

Por: 22,43

Comprar
O Marketing Eleitoral

O Marketing Eleitoral

Carlos Eduardo Lins da Silva

De: 18,90

Por: 14,90

Comprar
Emoções Ocultas e Estratégias Eleitorais

Emoções Ocultas e Estratégias Eleitorais

Antonio Lavareda

De: 44,90

Por: 35,92

Comprar
Manual Completo de Campanha Eleitoral

Manual Completo de Campanha Eleitoral

Francisco Ferraz

De: 45,00

Por: 36,00

Comprar

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Smart TV Smart TV Diversas ofertas a partir de R$ 856,11

Notebook Notebook Trabalhe, estude, jogue, a partir de R$ 769,00

Celulares | Tênis | Mais...

Voltar ao topo da página