Saltar para o conteúdo principal Saltar para o menu

Pato erra último pênalti, Corinthians perde para o Grêmio e está fora da Copa do Brasil

Publicidade

Após erro do atacante Pato na cobrança decisiva, o Grêmio venceu o Corinthians por 3 a 2 nos pênaltis e avançou à semifinal da Copa do Brasil, nesta quarta-feira.

Depois de um 0 a 0 no tempo normal, a decisão foi para as penalidades máximas, já que o jogo de ida também teve placar sem gols.

Veja vídeo

Do lado gremista, Dida era o principal nome, além de Kleber, que foi o último cobrador da equipe. O Corinthians tinha também no gol sua esperança. Walter, substituto do lesionado Cássio, já havia feito uma boa partida, salvando o time em diversas oportunidades.

Barcos e Alex Telles erraram suas cobranças. Os gols do Grêmio foram de Pará, Elano e Kleber. Danilo, Edenílson e Alexandre Pato também não fizeram. Apenas Romarinho e Alessandro vazaram Dida.

O último pênalti foi de Pato. Ele cobrou fraco e nem exigiu muito de Dida. "Treinei assim e queria bater", disse o corintiano na saída do campo.

Na semifinal, o Grêmio enfrentará o Atlético-PR, que empatou com o Internacional por 0 a 0, mas fez um gol fora de casa no primeiro, que teve como resultado 1 a 1.

O Grêmio foi superior durante toda a partida. O Corinthians pouco apareceu no seu campo de ataque, mas estava forte defensivamente.

Jefferson Bernardes/Divulgação/Vipcomm
O corintiano Alessandro se prepara para chutar a bola antes da chegada do marcador
O corintiano Alessandro se prepara para chutar a bola antes da chegada do marcador

O JOGO

O Grêmio foi melhor no primeiro tempo. Diferente de outras partidas em que adotou um sistema defensivo forte e pouco atacou, o time do Rio Grande do Sul ficou mais tempo no campo de defesa do Corinthians.

A equipe de Tite criou uma única chance, com Douglas, aos 13 min. Ele chegou pela esquerda e finalizou forte, para Dida espalmar.

Depois disso, o Grêmio dominou e pressionou o clube paulista. Vargas perdeu uma chance incrível aos 17 min. Kleber bateu pela direita e Walder deu rebote. A bola sobrou para Vargas, que isolou.

Mesmo jogando no campo de ataque, a equipe de Renato Gaúcho não conseguia furar a defesa corintiana.

Na segunda etapa, logo aos 5 min, Tite precisou tirar Fábio Santos para colocar Igor. O camisa 6 voltou de lesão há algumas partidas e ainda sente o cansaço.

O panorama da partida foi o mesmo. Somente o Grêmio atacava. O Corinthians não visitava a área gremista.

Walter conseguiu evitar o gol do time da casa aos 10 min. Riveros cruzou bem pela esquerda e Kleber cabeceou no chão. O goleiro corintiano conseguiu dar um tapa na bola.

Aos 12 min, outra boa chance do Grêmio. Barcos chutou forte pelo lado esquerdo e Riveros não chegou no lance.

Com as entradas de Danilo e Emerson nos lugares de Douglas e Guilherme, o Corinthians avançou mais.

A melhor oportunidade foi de Emerson, que cobrou forte uma falta e assustou Dida.

Aos 37 min, Vargas desperdiçou a segunda chance clara do jogo. Ele recebeu pela direita da grande área e chutou na trave esquerda.

Os dois clubes tiveram jogador expulso. Aos 42 min, Vargas cometeu falta em Emerson e levou o amarelo. O gremista tentou levantar o corintiano, que reclamou. Com as discussões, o árbitro Paulo Bezerra deu vermelho para os dois.

Walter ainda salvou o Corinthians aos 44 min, quando Elano, que entrou no lugar de Riveros, cobrou falta forte.

A partida foi então para os pênaltis. Walter defendeu dois (Barcos e Alex Telles) e Dida, três (Danilo, Edenílson e Pato). Pará, Elano e Kleber marcaram para os gremistas. Romarinho e Alessandro fizeram sua parte para o Corinthians.

Quando o Grêmio estava na vantagem por 3 a 2, Pato teve a chance de empatar e acabou chutando fraco a última penalidade máxima.

Livraria da Folha

Publicidade
Publicidade

Envie sua notícia

Siga a folha

Publicidade

+ Livraria

Livraria da Folha

Corinthians
Publicidade
Publicidade

Folha Shop

Ford Fiesta Ford Fiesta Confira aqui! A partir de R$ 15.749

Notebook Notebook LED, HDMI e USB, a partir de 14x de R$ 62,23

Home Theater | Tênis | Mais...

Voltar ao topo da página