Saltar para o conteúdo principal Saltar para o menu

Paulo André acerta com time chinês, mas diz que Bom Senso continua

Publicidade

Onze dias após a invasão da torcida corintiana ao centro de treinamento do clube, o zagueiro Paulo André, que era o capitão do time, confirmou na manhã desta quarta-feira que está deixando o Corinthians rumo ao futebol chinês.

Ele vai jogar no Shanghai Shenhua, time de Xangai que tem como principal estrela o atacante francês Nicolas Anelka. O valor da transferência não foi revelado. O acordo é por dois anos. Com o Corinthians, que não vai receber nada pela transferência, o zagueiro tinha contrato até o final do ano.

Em entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira, o zagueiro disse que sua saída do Brasil não irá afetar a atividade política do Bom Senso F.C., movimento de jogadores que luta por melhorias no futebol brasileiro e do qual o zagueiro é um dos principais líderes.

A saída de Paulo André do Corinthians ocorre dois dias depois de ele ter divulgado uma longa carta-desabafo em sua página no Facebook na qual reclama, principalmente, dos críticos que diziam que ele estava deixando o futebol em segundo plano em razão da sua militância no Bom Senso F.C.

Acontece também menos de uma semana após uma tentativa fracassada de greve de jogadores no Paulista liderada pelo Sindicato dos Atletas Profissionais de SP, com o apoio do Bom Senso F.C.

Segundo ele, a negociação com o time chinês começou e terminou esta semana. "A proposta surgiu na segunda-feira. Foi tudo muito rápido. Tive outras propostas nos outros anos, mas desta vez resolvi aceitar. Pedi para sair porque a proposta era muito boa. Fica meu agradecimento público aos dirigentes, que me liberaram mesmo com o clube não vivendo um bom momento. É um ciclo que que se encerra", disse Paulo André.

O zagueiro afirmou que a invasão ao CT Joaquim Grava influenciou a decisão de deixar o Corinthians. "Não foi preponderante, mas foi importante na minha decisão. Naquele dia foi assustador o que vivemos. Tememos pela segurança. Espero que o Corinthians e nenhum outro clube volte a passar por isso", disse.

Sobre o movimento de jogadores, o zagueiro diz que ele tem vários líderes e continuará ativo. "Tenho certeza que não vai perder força. Têm líderes do Bom Senso que estavam empregados no ano passado e agora estão desempregados. Tem muita gente fazendo isso. O movimento não vai parar."

Paulo André, 30, chegou ao clube alvinegro em 2009 e fez parte das conquistas dos títulos do Campeonato Brasileiro de 2011, da Libertadores e do Mundial em 2012 e do Campeonato Paulista e da Recopa Sul-Americana em 2013.

Peça importante nessas últimas conquistas, Paulo André e os seus companheiros de defesa no Corinthians caíram de produção nos primeiros jogos de 2014. No Campeonato Paulista, o time já tomou 12 gols em sete jogos. É uma das piores zagas da competição.

Rubens Cavallari - 16.mai.2013/Folhapress
Paulo André durante entrevista no CT Joaquim Grava
Paulo André durante entrevista no CT Joaquim Grava

Livraria da Folha

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Envie sua notícia

Siga a folha

Publicidade

Livraria da Folha

Sócrates
Tom Cardoso
De:
Por:
Comprar
Fifa 15 (PS3)
EA
De:
Por:
Comprar
Guga
Gustavo Kuerten
De:
Por:
Comprar
Para-Heróis
Joanna de Assis
De:
Por:
Comprar
Corinthians
Publicidade
Publicidade

Folha Shop

Geladeiras Geladeiras Frost Free, Duplex, a partir de R$ 862,20

Notebook Notebook Trabalhe, estude, jogue, a partir de R$ 769,00

Celulares | Tênis | Mais...

Voltar ao topo da página