Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
27/06/2011 - 20h00

Torcedor que mostrou 1ª banana para Roberto Carlos é absolvido

Publicidade

DE SÃO PAULO

O torcedor do Zenit que mostrou uma banana para o lateral esquerdo Roberto Carlos em março, em São Petersburgo, não vai ser julgado na Rússia.

Segundo o comitê que investiga o ato contra o jogador brasileiro, não houve intenção racista no caso.

"O homem interrogado disse que durante o hasteamento da bandeira, antes do jogo, ele decidiu comer uma banana, que havia trazido, mas naquele momento a multidão o pressionou contra o alambrado, então ele teve que esticar a mão através das barras para não amassar a banana. Ele não estava segurando a banana na direção de Roberto Carlos. O torcedor não expressou slogans nacionalistas ou racistas, como evidenciado por testemunhas", diz o relatório divulgado pelo site russo "Sports".

Assim mesmo, o Zenit --que venceu o Anzhi por 2 a 0 naquela partida-- decidiu proibir o torcedor de ir aos jogos do clube.

sport812.ru-22.mar.2011/Reprodução
Imagem mostra torcedor russo mostrando banana ao ex-corintiano Roberto Carlos
Imagem mostra torcedor russo "oferecendo" uma banana ao ex-corintiano Roberto Carlos no campo do Zenit

SEGUNDA BANANA

Na semana passada, Roberto Carlos sofreu novamente um ato racista no campeonato russo.

Nos minutos finais da vitória da sua equipe, o Anzhi, sobre o Krylia Sovetov, em Samara, por 3 a 0, um torcedor atirou uma banana em campo, perto do ex-jogador da seleção brasileira.

Imediatamente, Roberto Carlos deixou o campo do estádio Metallurg, mesmo com o Anzhi já tendo feito as três substituições permitidas à equipe.

"Estou indignado com o comportamento do torcedor que ofendeu não apenas a mim, mas a todos os jogadores presentes. E não apenas os jogadores, mas todo o futebol russo", disse Roberto Carlos.

Veja vídeo

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página