Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
26/07/2011 - 19h55

Sem Tevez, marketing do Corinthians fala em ter jogador chinês

Publicidade

COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

Depois de ver fracassar a negociação por Carlitos Tevez, o departamento de marketing do Corinthians lançou uma nova tentativa de estratégia para 'internacionalizar a marca'. O diretor de marketing, Luís Paulo Rosenberg, fala agora em contratar um jogador chinês para fazer o time ser mais conhecido na Ásia.

A ideia é que com um jogador da China o Corinthians atraia a atenção da mídia daquele país. O atual líder do Campeonato Brasileiro poderia, assim, vender camisas e outros produtos alvinegros ao mercado chinês, o maior do mundo. Outra possibilidade é atrair investidores daquele país, a segunda maior potência econômica mundial.

A estratégia foi anunciada por Rosenberg durante uma palestra em São Paulo sobre marketing esportivo.

O departamento de futebol do clube, apesar de não ter sido comunicado oficialmente sobre as intenções do dirigente, disse que a ideia não é ruim. "Temos que sentar, conversar sobre isso e ver o que é melhor para o Corinthians. A princípio, não há nada de errado na ideia", disse o diretor de futebol do Corinthians, Edu Gaspar.

O principal empecilho para o plano do marketing corintiano é a janela de transferências do exterior, que foi fechada na última semana. Nenhum jogador pode ser negociado com clubes de fora do país para a atual temporada. No entanto, é possível contratar chineses que já atuam no Brasil, como o atacante Bing Chang Bao, atualmente sem clube. Ele disputou a terceira divisão do Estadual do Rio pelo Búzios.

A estratégia não é novidade no futebol. O marketing do inglês Manchester United, por exemplo, obteve sucesso quando o time passou a contar com o chinês Dong Fangzhuo, apesar de o atacante não ter se destacado tecnicamente com a camisa vermelha.

Para o Corinthians, ganhar fama internacional parece ser mais necessário após dois episódios recentes de grande repercussão. Primeiro, o Barcelona ignorou o time do Parque São Jorge em uma lista com os maiores clubes do Brasil. Depois, o site da TV americana CNN chamou o Corinthians de 'time pequeno' em reportagem sobre o interesse em Tevez.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página