Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
25/09/2011 - 18h56

Herói de empate, Rivaldo pede para virar titular do São Paulo

Publicidade

THIAGO BRAGA
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

Herói do empate do São Paulo ante o Botafogo na tarde deste domingo por 2 a 2, ao marcar o gol de empate aos 46min do segundo tempo, o meia Rivaldo aproveitou para mais uma vez pedir sua escalação como titular na equipe.

"Vai chegar dezembro e vão ser as mesmas perguntas, né?", respondeu Rivaldo ao ser questionado se ele aguenta jogar 90 minutos. "Tem que me deixar primeiro. O treinador tem que me colocar 90 minutos e ver até onde eu vou. Aqui eu não estou tendo essa oportunidade de jogar os 90 minutos, mas tenho condições", disparou Rivaldo.

Depois o camisa 10 minimizou as suas declarações dizendo que o que ele mais quer é só ajudar o São Paulo na disputa pelo título do Campeonato Brasileiro.

"É um momento difícil quando você fica no banco. Você quer estar sempre em campo ajudando os companheiros. Minha carreira inteira foi jogar. Por isso, hoje, com 39 anos, estou jogando. Depois do jogo contra o Fluminense, eu saí, e vinha tendo uma sequência boa. Continua trabalhando aí, porque tem vários jogos importantes", falou.

Mas ele não falou sobre o porquê, na última jogada da partida, quando teve a bola nos pés para fazer o gol da virada, que seria épica e renderia mais dois pontos ao time, ao invés de chutar forte para marcar, ele optou por tentar um toque de classe, por cobertura na saída de Renan. Mas a bola saiu por sobre o gol.

"Por pouco eu não fiz o gol da vitória, depois do empate. Mas valeu a determinação do grupo, conseguimos empatar um jogo que estava quase perdido", desconversou Rivaldo.

Arte/Folhapress

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página