Índice | Próxima

'Chapéu de Couro' é preso e transferido para Sergipe
 

Agência Folha 16/01/99 13h06
De Maceió

O pistoleiro Maurício Novaes, o "Chapéu de Couro", tido pela Polícia Federal como principal testemunha do assassinato da deputada Ceci Cunha (PSDB-AL), foi preso neste sábado acusado de ter cometido um assassinato em Sergipe. Transferido de Maceió para Aracaju, ele ficará detido no Reformatório Penal de Sergipe enquanto aguarda o julgamento do caso.

Desde que se apresentou à Polícia Federal há 15 dias, "Chapéu de Couro" vinha sendo protegido pela PF em hotéis de São Paulo e Maceió (AL). Acabou preso pelos cinco agentes que vinham dando proteção à vida dele.

O mandado de prisão contra "Chapéu de Couro" foi expedido no dia 18 de junho do ano passado pela juíza da 10ª Vara Criminal de Aracaju, Aydil Oliveira Teixeira, e remetido na noite de sexta-feira à PF alagoana. O documento não revela quem teria sido assassinado. A juíza identificou o pistoleiro após ver e ouvir, pela TV, o depoimento dele na Comissão de Sindicância da Câmara, que apura o assassinato da deputada tucana.


Índice | Próxima



Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo
desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,
sem autorização escrita do Universo Online ou do detentor do copyright.