Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
08/10/2008 - 12h10

Lula negocia 2º turno das eleições de Porto Alegre, Salvador e Belo Horizonte com PMDB

Publicidade

RENATA GIRALDI
da Folha Online, em Brasília

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva se reúne na noite desta quarta-feira com a cúpula nacional do PMDB para discutir a relação entre petistas e peemedebistas no segundo turno das eleições municipais. As principais preocupações estão em torno de Salvador (BA), Porto Alegre (RS) e Belo Horizonte (MG), considerando que PT e PMDB nos três locais estão em palanques adversários.

Durante a conversa, os peemedebistas deverão pedir ao presidente que evite participar diretamente das campanhas de Salvador, Porto Alegre e Belo Horizonte. A idéia é que Lula acompanhe à distância a disputa sem interferir de forma incisiva. É que peemedebistas, que comandam as campanhas políticas, temem que ocorra um acirramento entre PMDB e PT nessas três capitais.

Em Salvador, o petista Walter Pinheiro disputa com o peemedebista João Henrique --que conta com o apoio direto do ministro Geddel Vieira Lima (Integração Nacional). Em Porto Alegre, o atual prefeito José Fogaça (PMDB) disputa com a petista Maria do Rosário, enquanto em Belo Horizonte a eleição envolve os candidatos Márcio Lacerda (PSB) e Leonardo Quintão (PMDB).

Porém, os petistas pressionam o presidente para que ele suba, em pelo dois dos três palanques: Porto Alegre e Salvador. A interlocutores, Lula avisou que, por enquanto, pretende ir apenas a São Paulo para colaborar na campanha da candidata Marta Suplicy (PT) e em São Bernardo do Campo (SP) para ajudar o petista Luiz Marinho.

A Folha Online apurou que a conversa de Lula com os peemedebistas ocorrerá no Palácio da Alvorada, mas ainda não foi decidido se será um jantar ou apenas uma reunião mais rápida. Os líderes do governo no Congresso, Roseana Sarney (MA), do PMDB no Senado, Valdir Raupp (RO), e o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), estarão presentes.

Também já confirmaram presença o presidente nacional do PMDB, deputado Michel Temer (SP), e o líder do partido na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN).

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página