Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
05/11/2004 - 15h13

PT diz estar disposto a ajudar PSDB no Orçamento 2005

Publicidade

MILENA BUOSI
da Folha Online

O presidente municipal do PT, deputado Ítalo Cardoso, afirmou hoje que o partido não irá prejudicar o PSDB para uma eventual modificação do Orçamento da Prefeitura de São Paulo em 2005. A peça foi encaminhada à Câmara Municipal em setembro pela prefeita Marta Suplicy (PT) e deve ser votada até o final do ano.

A idéia do prefeito eleito José Serra (PSDB) é tentar adeqüar o orçamento aos seus programas de governo.

Marta reuniu-se hoje com a bancada petista e vereadores eleitos. No encontro, a prefeita orientou os petistas para que "colaborem" com a futura administração. "Ela colocou que a bancada dê condições ao Serra", afirmou Ítalo Cardoso.

Embora digam que não pretendem prejudicar a futura administração tucana, petistas afirmaram que serão intransigentes em relação à continuidade de projetos sociais de Marta, como o CEU (Centro Educacional Unificado).

Nesta manhã, o grupo que coordena o processo de transição entre a administração do PT e o futuro governo reuniu-se pela primeira vez no Palácio do Anhangabaú.

"Vamos trocar idéias e interesses que o prefeito eleito tem em relação a programas para buscar adequar o orçamento que foi mandado pela prefeita para que ele, desde 2005, represente de alguma forma as prioridades do novo governo", afirmou o ex-ministro da Casa Civil na gestão FHC, Clóvis Carvalho, escolhido por Serra para coordenar a equipe de transição.

Remanejamento

Ítalo Cardoso sinalizou para uma defesa da bancada petista em relação à mudança da margem de remanejamento dos atuais 15% para 1% --como defendiam os vereadores do PSDB durante a gestão Marta.

"Vamos aguardar o que a bancada da [futura] situação vai pedir. Eles sempre pediram 1%", disse ele.

O deputado também defendeu que o PT pleiteie a presidência da Câmara por causa da representatividade no partido na Casa. "Temos 13 vereadores, é um peso importante e legítimo que disputemos a presidência."

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre Marta Suplicy
  • Leia o que já foi publicado sobre José Serra
  • Leia o que já foi publicado sobre o Orçamento 2005
  • Leia mais notícias no especial Eleições 2004
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página