Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
10/11/2004 - 10h30

Cesar Maia faz cartilha para recém-eleitos

Publicidade

SERGIO TORRES
da Folha de S.Paulo, no Rio

O prefeito do Rio de Janeiro, Cesar Maia, está "socializando" uma cartilha que contém os mandamentos do bom administrador. Nela, recomenda aos prefeitos eleitos pelo PFL que tomem as "medidas drásticas" necessárias logo no início de seus governos. A cartilha está sendo distribuída pelo partido.

Principal liderança do partido no Estado do Rio, Cesar Maia listou 19 providências que, segundo ele, são importantes para que os prefeitos possam ter sucesso na gestão de quatros anos.

Ele disse à Folha que elabora cartilhas desde 1992. "A cada eleição fui agregando elementos e a tornando mais completa. Esta fiz após as eleições de 2000. Agora, o deputado Rodrigo Maia [seu filho], que preside o PFL [no Estado do Rio], a levou para os prefeitos do PFL no Brasil."

A sugestão de tomar as medidas duras logo após a posse é antecedida de uma tirada filosófica: "Lembre que, no início, os governos têm muito poder e pouca experiência e, no final, pouco poder e muita experiência. O começo é a hora de aplicar as medidas drásticas. Gaste um pouco de seu cacife agora. Depois, não terá mais tempo."

Maia tem grande experiência em administração municipal. Foi prefeito do Rio de 1993 a 1996, quando elegeu o sucessor, Luiz Paulo Conde, com quem rompeu dois anos depois. Em 2000, Maia se elegeu prefeito mais uma vez. No mês passado, foi reeleito no primeiro turno.

O primeiro conselho do prefeito do Rio aos colegas recém-eleitos é que, nos primeiros meses de governo, façam "uma forte lipoaspiração fiscal".

As auditorias, conforme Maia, devem ser divididas em seis áreas: arrecadação, folha de pagamento, folha de terceirizados, contratos em andamento, as licitações dos últimos 16 meses e a revisão de "todos os atos da prefeitura nos últimos 18 meses".

"Cancele o contrato"

A comparação dos resultados das auditorias com os números de outros municípios é uma das sugestões. Preços e valores pagos devem ser confrontados com os de outras prefeituras, preferencialmente as do PFL, pois assim "você pode confiar mais".

Se na comparação for constatado que a prefeitura está pagando mais do que as outras pelo mesmo produto ou serviço, "cancele o contrato" e "informe ao Tribunal de Contas", recomenda Cesar Maia.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre Cesar Maia
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página