Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
11/11/2004 - 20h20

Vereadores do "centrão" dizem quem rejeitarão cargos na gestão Serra

Publicidade

da Folha Online

A menos de dois meses da posse do prefeito eleito de São Paulo, José Serra, vereadores eleitos e reeleitos do chamado "centrão" --PTB, PMDB, PL e PP-- divulgaram hoje uma nota na qual fazem elogios à gestão da prefeita Marta Suplicy (PT) e dizem que não pretendem trocar apoio político na Casa por cargos na próxima gestão.

"Com apoio irrestrito das quatro siglas aqui unidas, São Paulo teve um inquestionável progresso na área de sducação e avanço no setor dos transportes. Tivemos a aprovação de um plano diretor estratégico, aprovação do Código Sanitário do município, a criação das subprefeituras e do Conselho de Representantes (essenciais para a descentralização do Poder Municipal)."

Assinada por 16 vereadores que integram os quatro partidos, a nota afirma ainda que a união entre eles "execra quaisquer tentativas de troca de votos no Parlamento por cargos ou funções públicas junto ao Poder Executivo".

O apoio dos vereadores do "centrão" é fundamental tanto para Serra quanto para a futura oposição ao seu governo.

O futuro prefeito já tem, em tese, o apoio de 22 dos 55 vereadores (13 do PSDB, 3 do PV, 2 do PFL, 2 do PPS e 2 do PDT). Para que consiga aprovar um projeto de lei é preciso ter maioria simples na Casa --28 vereadores. Esse número também é necessário para que consiga elejer o presidente da Câmara.

O PT elegeu 13 vereadores. Com o apoio dos vereadores do centrão, o bloco de oposição alcançaria 29 vereadores.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre José Serra
  • Leia o que já foi publicado sobre Marta Suplicy
  • Leia o que já foi publicado sobre a transição entre Marta e Serra
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página