Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
02/01/2005 - 09h50

São Paulo tem cinco "prefeitos-tampão"

Publicidade

da Folha de S.Paulo

Cinco vereadores paulistas tomaram posse ontem em três cargos públicos no mesmo dia: como vereadores eleitos, como presidentes das Câmaras Municipais e como prefeitos de mandatos "tampão".

Isso aconteceu porque as eleições em Mauá, Serra Negra, Ibirarema, Viradouro e Bento de Abreu foram anuladas e as cidades não têm prefeito eleito.

Em quatro delas, as novas eleições estão marcadas para 27 de fevereiro. Porém, em Mauá (região do ABC), a situação continua indefinida e depende de decisão da Justiça Eleitoral.

O vereador Diniz Lopes (PL) tomou posse ontem como prefeito da cidade enquanto a Justiça decide a guerra jurídica entre o vencedor no primeiro turno, Márcio Chaves (PT) --que teve a candidatura cassada--, e o segundo colocado, Leonel Damo (PV), que chegou a ser diplomado, mas não empossado.

Em Serra Negra (150 km da capital), o prefeito reeleito, Paulo Scachetti (PPS), teve a candidatura cassada por supostamente ter feito propaganda irregular. João Dei Santi (PL) foi eleito presidente da Câmara e assume a prefeitura da cidade.

Em Bento de Abreu (596 km da capital), o "prefeito-tampão" é o vereador Pedro Martins (PFL), eleito com 86 votos. Na cidade de Viradouro (398 km da capital), Pedro Bellini (PDT) assume a prefeitura. Em Ibirarema (390 km da capital), o segundo colocado nas eleições, Arlindo Varalta (PL), aguarda recurso sobre sua diplomação. Enquanto isso, o vereador João Cândido (PSDB) administrará a cidade.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre eleições municipais em São Paulo
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página