Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
25/07/2005 - 19h29

Relator da CPI do "Mensalão" culpa Azeredo por ter recebido dinheiro de Valério

Publicidade

FELIPE RECONDO
da Folha Online, em Brasília

O relator da CPI do "Mensalão", deputado Ibrahim Abi-Ackel (PP-MG), atribuiu ao presidente do PSDB, senador Eduardo Azeredo (MG), a responsabilidade pela transferência de R$ 150 mil da empresa SMPB de Marcos Valério para sua campanha em 1998.

De acordo com a revista "Época", Abi-Ackel aparece como destinatário de R$ 100 mil no orçamento das empresas. Consta também transferência de R$ 50 mil da SMPB para Paulo Abi-Ackel, filho do deputado.

Em nota, o deputado nega conhecer o empresário e diz que o depósito foi efetuado pelo coordenador financeiro da campanha de Azeredo nas eleições de 1998.

"O depósito da contribuição foi efetuado por ordem do senhor Cláudio Mourão, responsável pelas finanças da referida campanha, através de agência de publicidade sobre a qual, na ocasião, não pesava qualquer suspeita nem tínhamos razão para duvidar da regularidade da sua conduta", declarou em nota.

Em resposta, Azeredo respondeu com outra nota. O presidente do PSDB diz que sua campanha teve a publicidade gerida pela agência Duda Mendonça e que as contas foram aprovadas pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de Minas Gerais.

"Uma vez que a campanha realizada sete anos atrás atendeu a todas exigências legais, o senador considera descabido que se busque misturar situações antigas já resolvidas na forma da lei, bem como pessoas de credibilidade, com as graves denúncias atuais envolvendo setores do governo federal e de partidos aliados, tentando assim desviar o foco da investigação que deve ser feita sobre as mesmas", informa a nota divulgada pela assessoria do senador.

Leia mais
  • STF nega habeas corpus para mulher de Valério
  • CPI dos Correios vai receber o que pode ser prova material do "mensalão"
  • CPI dos Correios investiga remessas de Marcos Valério para o exterior
  • Heloísa Helena diz ter sido ameaçada de morte

    Especial
  • Leia a cobertura completa sobre a CPI dos Correios
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Smart TV Smart TV Diversas ofertas a partir de R$ 856,11

    Notebook Notebook Trabalhe, estude, jogue, a partir de R$ 769,00

    Celulares | Tênis | Mais...

    Voltar ao topo da página