Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
27/04/2006 - 08h01

Após acusação a Garotinho, empresa abre sede

Publicidade

SERGIO TORRES
Enviado especial da Folha a Saquarema

O instituto que recebeu R$ 26,89 milhões do governo Rosinha Matheus (PMDB) e no qual atuam pelo menos dois sócios de empresas que doaram dinheiro para a campanha presidencial de Anthony Garotinho (marido da governadora) também realiza trabalhos assistencialistas com objetivos políticos e eleitorais.

O IBDT (Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Treinamento) inaugurou ontem sua sede formal em Saquarema (a 100 km do Rio). Ali, de graça, pessoas carentes e crianças têm direito a dentista e a aulas de informática.

A inauguração aconteceu no mesmo dia em que foi revelado que o instituto era o elo entre duas empresas que doaram R$ 250 mil para a campanha de Garotinho.

Instalada no térreo de um prédio antigo no centro da cidade, a sede do IBDT não tem espaço físico para atividades de treinamento, capacitação e seleção de pessoal para o governo do Estado, atividades para as quais, desde 2004, têm sido contratada sem licitação por meio da Fesp (Fundação Escola do Serviço Público).

Os serviços que disponibiliza em Saquarema são assistencialistas: dentista e uma sala com computadores para o ensino de informática. Não há auditório, salas de aula ou qualquer outro espaço que possa receber professores.

O imóvel é composto apenas pelo gabinete dentário, pela sala de computação, pela recepção e por uma cozinha diminuta.
De acordo com informações da Receita Federal, o IBDT foi criado em 29 de agosto de 2003.

Vice-prefeita

Iniciada às 11h, a inauguração contou com a presença de políticos da região dos Lagos (onde fica Saquarema), entre eles a vice-prefeita Franciane Melo, mulher do deputado estadual Paulo Melo, líder da bancada do PMDB na Assembléia Legislativa e um dos políticos mais ligados ao casal Garotinho. Os Melo moram em Saquarema, onde têm reduto eleitoral.

A recepcionar os convidados, estava o sócio e presidente do IBDT, Reinaldo Pavarino Júnior. Não compareceu ao evento seu sócio na instituição, o protético Nildo Jorge Nogueira Raja, também sócio da Emprin --Empresa de Projetos de Informática Ltda. Em março, a Emprin doou R$ 200 mil para a pré-campanha de Garotinho à Presidência.

Outro ausente foi o economista Luiz Antônio Motta Roncoli. Ele é sócio majoritário da Virtual Line Projetos e Consultoria de Informática Ltda., que, em fevereiro, doou R$ 50 mil a Garotinho. Roncoli trabalha no mesmo escritório de Pavarino Júnior, no Rio.

Decoração

Na tentativa de animar o festejo, a entrada do instituto foi decorada com balões de gás nas cores amarela e branca. Para os presentes, atendentes uniformizadas ofereciam copos de refrigerantes e salgadinhos diversos.

Compareceram à inauguração crianças carentes matriculadas no Projeto Saquá-Sorriso Feliz, de atendimento dentário.

Com idade média de oito anos, os meninos e meninas, vestidos com a camisa verde do programa, foram levadas à inauguração por freiras de uma instituição local.

Segundo Pavarino Júnior, não há previsão de quantas crianças ou adultos serão atendidos no consultório dentário.

Já o setor de informática, de acordo com ele, está capacitado para receber até 200 alunos.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre eleições de 2006
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página