Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
05/12/2007 - 12h26

A generosidade está nos genes, diz estudo israelense

Publicidade

da France Presse, em Jerusalém (Israel)

A generosidade é um fenômeno programado geneticamente, segundo um estudo de cientistas israelenses publicado nesta quarta-feira.

Durante um teste de comportamento foi dado doze dólares a 203 indivíduos e se comprovou que quase 50% das pessoas testadas e que estavam dispostas a doá-los de forma anônima, seja em parte ou em totalidade, eram portadores do gene AVPR1 ou de uma de suas variantes.

Nesse estudo, cujos resultados foram publicados no site da "Genes, Brain and Behavior", participaram pesquisadores do departamento de psicologia da Universidade hebraica de Jerusalém.

Segundo o professor Ariel Knafo, o AVPR1 estimula a liberação de um hormônio, a arginina vasopressina, que atua, por sua vez, em uma área cerebral que favorece o comportamento altruísta.

Acompanhe as notícias em seu celular: digite o endereço wap.folha.com.br

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página