Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
14/02/2003 - 16h28

Entenda a técnica de clonagem usada para produzir a Dolly

da Folha Online

Para a criação da Dolly, os cientistas do Instituto Roslin, na Escócia, utilizaram as células mamárias de um animal adulto.

Eles primeiro recolheram oócitos _células que dão origem ao óvulo_ de uma ovelha adulta. Seu núcleo foi retirado e substituído pelo núcleo da célula mamária, o qual contém toda a informação genética da ovelha original.

Utilizando impulsos elétricos, a célula foi reativada e começou a se dividir até formar um embrião, que foi implantado no útero de uma fêmea.

Folha Imagem


Apesar de parecer simples, várias tentativas frustradas foram registradas pelo instituto antes do nascimento do clone. Os cientistas fundiram 834 núcleos de células, os quais vieram de embriões, células mamárias de um animal adulto e fetos.

Em todas as fases do processo houve perdas enormes. Das 156 células implantadas, apenas 21 se desenvolveram. Só oito ovelhas nasceram. Destas, apenas uma era resultado da célula adulta.

Com Folha de S.Paulo

Leia mais
  • Ovelha Dolly, 1º mamífero clonado, é sacrificada
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Geladeiras Geladeiras Frost Free, Duplex, a partir de R$ 862,20

    TV TV LED, 3D, FULL HD e Smart a partir de R$ 399,90

    Home Theater | Tênis | Mais...

    Voltar ao topo da página