Folha Classificados
Veículos

ANÚNCIO COM FOTO

Digite o código do anúncio correspondente conforme modelo impresso no jornal
Código
 

Minha seleção

Anuncie

Imóveis

Empregos

Veículos

Negócios

Revista S.Paulo

Campinas/Vale

Ribeirão

Fale com a gente

Ajuda

Se preferir, ligue
(11) 3224-4000

03/06/2007 - 17h04

Corolla, Civic e Sentra se encaram em duelo que lembra os faroestes

FABIANO SEVERO
da Folha de S.Paulo

Até ganhar o Oscar por "Menina de Ouro" (2004), Clint Eastwood, 77, em sua fase faroeste, gravou "O Bom, o Mau e o Feio" (1966). O filme serve de inspiração para o comparativo entre o Toyota Corolla, agora bicombustível, o Honda Civic, líder de mercado, e o Nissan Sentra, que chegou em março.

Entre os três sedãs, nem é preciso dizer que o Corolla leva a fama de "feio". Mas ele não é feio no sentido de horroroso. Apenas está cansado de viver.

A Toyota sabe e já confirmou o novo Corolla para o início de 2008. O atual soma cinco anos com o mesmo design.
Além disso, tem o interior mais conservador. Não há separação em dois níveis e velocímetro digital, como no Civic, nem toca-CDs com entrada para MP3, como no Sentra.

Este, por sua vez, só leva o título de "o bom" por uma falha de produção da Honda, que não atende à demanda do Civic. Sua malevolência frustra os consumidores, que têm de esperar até três meses na fila.

O Nissan, porém, também tem qualidades para brigar pela ponta. Apesar de ser o único importado -vem do México-, ele é equipado, imponente e confortável para guiar.

Especialmente pelo seu câmbio CVT (continuamente variável), que não dá trancos como os outros. Até mesmo o engenheiro-chefe da Toyota, Hiroya Fujita, afirma que essa tecnologia é a mais eficiente de todas.

Menos é mais

O CVT oferece torque (força) em todas as rotações e economia de combustível na estrada. Como comparação, o Sentra, a 120 km/h, está a apenas 2.100 rpm, 400 rpm a menos que o Civic, que tem câmbio automático de cinco marchas.

O Corolla, com o câmbio de quatro marchas, na mesma velocidade, está a 3.000 rpm.

Além disso, o melhor desempenho do Sentra no teste Folha-Mauá se deve ao motor 2.0 de 142 cv (cavalos). Corolla e Civic têm motores 1.8 de 136 cv e até 140 cv, respectivamente.

Com álcool, o Corolla até assusta o Sentra em provas de retomada de velocidade, mas perde nas arrancadas.
O peso leve do Toyota -são 1.130 kg, contra 1.237 kg do Civic e 1.345 kg do Sentra- ajuda na frenagem. Nem mesmo o cavalo de Eastwood pára tão rápido quanto o Corolla, que ainda traz outros atributos.

Os carros foram cedidos para teste pelas montadoras

INSTITUTO MAUÁ DE TECNOLOGIA
www.maua.br
0/xx/11/4239-3092


     

CURSOS ON-LINE

Aprenda Inglês

Aprenda Alemão


Copyright Folha de S. Paulo. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).