Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
25/05/2005 - 21h38

Tornado atinge Indaiatuba e prefeitura decreta calamidade pública

Publicidade

MAURÍCIO SIMIONATO
da Agência Folha, em Campinas

Parte do município de Indaiatuba (102 km de São Paulo) foi devastada por um tornado no início da noite de terça-feira. A prefeitura da cidade decretou estado de calamidade pública e estima os prejuízos em R$ 97,2 milhões. Ao todo, cerca de 15 cidades da região de Campinas (SP) foram atingidas pelo forte temporal.

Informações iniciais apontavam que, na região, os ventos teriam atingido cerca de 100 km/h. Porém, segundo o instituto, o tornado teve classificação, possivelmente, F3 --o que representa ventos entre 251 km/h e 330 km/h.

Uma câmera de vídeo da concessionária Colinas, instalada no km 47 da rodovia Santos Dumont (SP-75), registrou momentos da passagem do tornado pela cidade. Indústrias, prédios municipais e ao menos 400 casas foram destruídos. A limpeza deverá durar dez dias, segundo estimativa da prefeitura.

A energia elétrica foi interrompida devido à derrubada de três torres de transmissão de energia. Houve problema no abastecimento de água. A previsão era que os serviços sejam restabelecidos nesta noite. Três pessoas ficaram feridas.

Itatiba

Em Itatiba (84 km de São Paulo), duas casas foram arrancadas pela força dos ventos, que atingiram a cidade por volta das 23h30 de ontem. Um carro foi arrastado por cerca de 15 metros.

O Cepagri (Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura) confirmou o tornado em Indaiatuba devido ao registro das imagens em vídeo.

No caso de Itatiba, como não houve imagens, o Cepagri informou que a cidade foi possivelmente também atingida por um outro tornado. "Com certeza o tornado que atingiu Indaiatuba não foi o mesmo que pode ter atingido Itatiba", disse Ana Ávila, pesquisadora do Cepagri.

O meteorologista e coordenador do grupo de previsão do tempo do Cptec (Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos), Gustavo Escobar, informou que o tornando que atingiu Indaiatuba não chegou a ser registrado pelos satélites do órgão. Ele disse que a formação do fenômeno está relacionada com a forte chuva que atingiu o Estado.

De acordo com o meteorologista Eugênio Hackbart, da Rede de Estações de Climatologia Urbana de São Leopoldo (RS), as fortes chuvas registradas em São Paulo são resultado do encontro entre uma massa polar forte oriunda do Rio Grande do Sul com o ar úmido tropical originado na Amazônia. Isso provocou uma extensa faixa de tormenta.

Destruição

"Primeiro o vento arrancou a porta e o teto. Depois levou todas as paredes e tudo desabou de uma vez. Tudo durou um minuto. Nunca vi nada igual", disse a dona-de-casa Roseli Nascimento Fabrício, 35, moradora de Itatiba, que estava dormindo na casa no momento do desabamento com o marido e quatro filhos. Uma filha dela de seis anos sofreu escoriações nas costas.

Os bairros mais atingidos da cidade foram Jardim Leonor e Engenho das Águas. Moradores, bombeiros e agentes da Defesa Civil passaram a madrugada e o dia recolhendo objetos das famílias e cortando as milhares de árvores arrancadas.

"Só tinha visto algo parecido com isso no cinema. Vi quando um redemoinho cruzou o bairro levando tudo o que tinha pela frente", disse o aposentado Francisco Alves, 66, que também teve parte do telhado de sua casa arrancada.

A força do vendaval tombou dois ônibus que transportavam estudantes universitários na rodovia que liga Itatiba a Bragança Paulista e 14 pessoas ficaram feridas sem gravidade.

Em Capivari (135 km de São Paulo), Eneida Braga Vieira Uemura, 48, morreu ontem depois de ser atingida no tórax por uma viga quando dirigia o seu carro. Ela foi socorrida na Santa Casa da cidade, mas não resistiu. A cidade também teve 1.200 casas destelhadas e dezenas de árvores arrancadas.

O vendaval e o temporal ainda provocaram prejuízos em pelo menos outras 11 cidades: Campinas, Cabreúva, Cosmópolis, Americana, Sumaré, Bragança Paulista, Atibaia, Valinhos, Vinhedo, Hortolândia e Pedreira, entre outras.

Colaboraram Fábio Amato e Léo Gerchmann, da Agência Folha

Leia mais
  • Erramos: Tornado atinge Indaiatuba e prefeitura decreta calamidade pública
  • Defesa Civil prevê frio intenso para o feriado em São Paulo e Minas
  • Inundação em hospital adia 20 cirurgias em Campinas

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre tornados
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Ford Fiesta Ford Fiesta Confira aqui! A partir de R$ 15.749

    Notebook Notebook LED, HDMI e USB, a partir de 14x de R$ 62,23

    Home Theater | Tênis | Mais...

    Voltar ao topo da página