Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
10/04/2006 - 09h00

77% não sabem o nome do prefeito de São Paulo

Publicidade

DANIELA TÓFOLI
da Folha de S.Paulo

Há 11 dias no comando da maior cidade do Brasil, o prefeito Gilberto Kassab (PFL-SP), 45, ainda é desconhecido da maioria dos moradores de São Paulo. Pesquisa realizada pelo Datafolha nos dias 6 e 7 de abril com 1.073 pessoas acima de 16 anos mostra que 77% não sabem quem é o prefeito. A margem de erro é de três pontos, para mais ou menos.

Apenas 23% acertaram seu nome enquanto 12% citaram outras pessoas, sendo que 3% ainda se referiam ao ex-prefeito José Serra como o atual ocupante do cargo.

04.abril.2006/Folha Imagem
O prefeito Gilberto Kassab
O prefeito Gilberto Kassab
Kassab entrou na chapa eleitoral de Serra por exigência do PFL e contra a vontade do tucano. Assumiu o cargo após Serra renunciar para disputar o governo do Estado, contrariando promessa feita na campanha de 2004.

Kassab foi vereador em São Paulo (93-94), deputado estadual (95-99), deputado federal (99-2004) e ocupou por um ano e três meses a Secretaria do Planejamento da gestão Pitta (97-2000).

Afilhado político do senador Jorge Bornhausen (PFL-SC), sua atuação sempre se deu muito mais nos bastidores, como um articulador do partido no Estado.

Entre os que não sabem quem é o novo prefeito, predominam as mulheres, os jovens e os que têm escolaridade mais baixa. Não souberam ou erraram a resposta 69% dos homens e 83% das mulheres. O mesmo ocorreu com 85% dos que concluíram apenas o ensino fundamental, com 78% dos que tem ensino médio e com 55% com ensino superior.

Expectativa de governo

Para 26% dos entrevistados pelo Datafolha, Kassab fará uma administração ótima ou boa em São Paulo, para 30% será regular e para 17%, ruim ou péssima. Dos entrevistados, 28% não opinaram.

Quando assumiu a prefeitura, em janeiro de 2005, Serra tinha 64% de expectativa positiva sobre sua gestão. Foi a mais alta já registrada pelo Datafolha. Quando a ex-prefeita Marta Suplicy (PT) tomou posse, em janeiro de 2001, 57% dos moradores da cidade de São Paulo acreditavam que seu mandato seria ótimo ou bom.

Formado em economia e engenharia civil pela Universidade de São Paulo, Kassab assumiu com discurso de continuidade. Quando questionado sobre que marca pessoal pretende imprimir na administração, Kassab respondeu apenas: "Continuar a gestão do prefeito José Serra".

Kassab, que foi diretor do Sindicato dos Corretores de Imóveis e vice-presidente da Associação Comercial de São Paulo, fez um acordo com Serra pelo qual se comprometeu a manter todos os secretários do tucano ao menos até a eleição de outubro.

O pefelista considera que, por ser desconhecido da população e inexperiente, precisa do escudo do PSDB na Câmara enquanto ganha musculatura política. Já para Serra o acordo foi importante para manter o controle sobre a administração e evitar transtornos em ano eleitoral.

Leia mais
  • Erramos: 65% não sabem o nome do prefeito de São Paulo
  • José Serra deixa o cargo aprovado por 42% dos moradores

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre as eleições de 2006
  • Leia o que já foi publicado sobre pesquisas Datafolha
  • Assine a Folha de S.Paulo
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Fogão Fogão De diversas marcas a partir de R$ 358,20

    Notebook Notebook Windows 8, LED, Intel" Core a partir de R$ 799,00

    Home Theater | Tênis | Mais...

    Voltar ao topo da página