Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
10/04/2007 - 21h45

Pais tentam batizar filho com nome do elfo Lehgolaz no Paraná

Publicidade

MARI TORTATO
da Agência Folha, em Curitiba

Os pais dizem que o pequeno Lehgolaz já responde aos seus chamados, mas aos três meses de vida a criança nascida em Castro (153 km a oeste de Curitiba) ainda não existe oficialmente por falta de registro de nascimento. Funcionários do cartório de registro civil da cidade tentam sem sucesso convencer os pais, Arielly e Cristiano Aparecido da Costa, a desistir do nome incomum.

Divulgação
Orlando Bloom interpreta Legolas na trilogia cinematográfica "O Senhor dos Anéis"
Orlando Bloom interpreta Legolas na trilogia cinematográfica "O Senhor dos Anéis"
"Não quero mudar o nome e vou fazer de tudo para registrar esse mesmo", afirma Arielly, 18. Lehgolaz (pronuncia-se Légolas) é o nome de um dos elfos (gênios da mitologia escandinava) da trilogia ''O Senhor dos Anéis", livro de J. R. R. Tolkien, que virou filme.

"[Escolhi ele], primeiro, porque o personagem [no cinema] é representado pelo ator mais bonito do filme (Orlando Bloom) e também pelo significado do nome, que quer dizer 'o grande protetor'", diz.

Funcionário de uma revendedora de carros na cidade, o marido, Cristiano, 23, apóia a escolha. ''É um nome que a gente gosta. Não acho estranho e vamos insistir nele''. Ele também viu os três filmes, leu o livro e virou fã do elfo.

Nesta terça-feira, Arielly assinou um requerimento ao juiz da Vara de Registros Públicos para que autorize o registro do nome. O resultado sai em dois ou três dias.

O oficial de registro civil de Castro Robert Jonczyk diz que o cartório não recusou o nome. ''Apenas orientamos os pais a refletir sobre o nome, com o único propósito de proteger a criança de exposição ao ridículo e à chacota no futuro''. Foi o cartório que apresentou à mãe o requerimento ao juiz.

A lei federal 6.015 afirma que "os oficiais do registro civil não registrarão prenomes suscetíveis de expor ao ridículo os seus portadores" e prevê que a Justiça seja acionada para dirimir conflitos.

Habituado a registrar nomes de origem holandesa devido à comunidade na cidade, o oficial diz que mesmo a grafia pretendida pelos pais é controversa. Até a polêmica de Lehgolaz, ele diz que o nome estranho mais recente que atendeu foi Axl (inspirado em Axl Rose, do Guns'n'Roses). Ele conta que conseguiu fazer com que o pai desistisse do nome.

Já o pai de Lehgolaz diz que não pensa em desistir e afirma que ''também há lei que diz que o filho pode mudar o nome, quando crescer, se achar que é inconveniente''. ''Agora a vontade que vale é a nossa.'' Arielly já admite dar ao filho o nome de Romeu, mas só se Lehgolaz não sensibilizar nem o juiz.

Leia mais
  • Casal briga na Justiça para registrar bebê com nome de "Metallica"
  • Polícia prende suspeito de matar PM que fazia segurança de Cabral
  • Operação da Prefeitura ocupa 25 de Março contra ambulantes

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre "O Senhor dos Anéis
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página