Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
09/03/2001 - 18h01

Polícia proíbe bailes funks em Fortaleza

Publicidade

KAMILA FERNANDES
da Agência Folha, em Fortaleza

A Polícia Civil do Ceará decidiu proibir bailes funks e shows de grupos que toquem esse estilo musical em casas noturnas de Fortaleza, que passa a ser a única capital do país a não permitir os bailes. Alvarás não serão concedidos.

A proibição aconteceu na semana em que iria se apresentar na cidade o Bonde do Tigrão, um dos grupos mais famosos do momento.

Segundo o superintendente da Polícia Civil, José Alberto, se depender dele, não vai haver mais nenhum baile funk em Fortaleza.

"Os organizadores dos bailes levam para as casas gangues rivais e, no final, acaba acontecendo um verdadeiro confronto, com muita violência. Essa é uma medida preventiva. Não dá para ficar de braços cruzados."

Segundo o superintendente, as músicas estimulam a violência. Já aconteceram duas mortes e dezenas de casos de lesão corporal em bailes funks na capital cearense.

Uma das casas noturnas que promoviam bailes, o Pinheiro Club, foi desapropriada pela Prefeitura de Fortaleza depois que uma adolescente foi morta durante uma
briga de gangues, em janeiro.

"É melhor pecar por excesso do que por omissão, que é coisa de homem covarde", afirmou Alberto.

Os empresários do grupo Bonde do Tigrão entraram na Justiça para tentar conseguir o alvará de liberação do show, mas, até o final da tarde de ontem, não havia saído nenhuma decisão judicial. Organizadores de bailes funks também entraram na Justiça para tentar suspender a proibição.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página