Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
30/06/2002 - 22h20

Leia frases de Chico Xavier

Publicidade

da Folha Online e
do Banco de Dados

Veja frases de Chico Xavier, o líder espírita mais popular do Brasil que morreu hoje em Uberaba (MG).

  • Sobre uma previsão de sua morte, feita por uma vidente

    "Não me preocupei nem um pouco com essa previsão. Infelizmente, certas pessoas gostam de sensacionalismo. Não temos a menor idéia do dia de nossa partida, a menos que haja alta concessão do mundo espirittual..."


  • Sobre os livros que psicografou

    "Não sou autor de nenhuma dessas obras"

  • Sobre sua decisão em permanecer solteiro

    "Resisti aos impulsos, e não foi fácil. Outro dia, a grande poetisa goiana, Cora Coralina, dizia a uma repórter que os velhos, mesmo os velhos, têm direito aos sonhos eróticos. Sonhos maravilhosos..."

  • Sobre a primeira vez que psicografou

    "Em fins de 1927, numa reunião pública e depois da evangelização, D. Carmem Perácio, médium de muitas faculdades, transmitiu a recomendação de um benfeitor espiritual para que eu tomasse o lápis e experimentasse a psicografia. Minha mão de pronto obedeceu, escrevendo dezessete páginas sobre os deveres espíritas. Senti alegria e susto ao mesmo tempo. Tremia muito quando terminei."

  • Sobre a atitude do sobrinho Amauri Xavier Pena, que declarou aos jornais que tudo o que ele e o tio escreviam não era de autoria de espíritos, mas deles próprios

    "Quanto ao meu sobrinho, era um perturbado. Bebia muito, não trabalhava direito, acabou louco. E morreu há alguns anos. Ele fez aquilo, ao que parece, pela sedução do dinheiro. Que o altíssimo o perdoe."

  • Sobre a política

    "Estou convencido de que todos os políticos, sejam eles quais forem, merecem o nosso respeito e a nossa cooperação para serem para nós aquilo que nós esperamos deles."

  • Sobre a descoberta do dom

    "Muitas vezes em aula, quando criança, ouvia vozes dos espíritos ou sentia mãos sobre as minhas mãos que eu senti vivas, guiando meus movimentos de escrita, sem que os outros as vissem. Isso me criava muitos constrangimentos."

  • Sobre a vida

    "A meu ver, tive três períodos distintos em minha vida mediúnica. O primeiro, de completa incompreensão para mim, é aquele dos cinco anos de idade, quando via minha mãe desencarnada, a proteger-me, até os dezessete anos, época em que me via sob a influência de entidades felizes e infelizes, até que a misericórdia do Senhor penetrou nossa casa, em maio de 1927."

    "Eu vivo muito alegre, muito feliz, trabalho, tenho sempre muita gente em volta de mim, Muita, muita gente na minha vida, é disso que eu gosto."

  • Sobre o espírito Emanuel

    "Desde que Emmanuel assumiu o comando de minhas faculdades, tudo ficou mais claro, mais firme. Ele apareceu em minha vida mediúnica assim como alguém que viesse completar a minha visão real da vida."

    Leia mais:
  • Veja cronologia de sua vida

  • Veja principais obras psicografadas

  • O que já falaram sobre ele


  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página