Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
17/06/2009 - 17h30

Brasil confirma mais 17 casos de gripe suína; total de infectados chega a 96

Publicidade

da Folha Online

O Ministério da Saúde confirmou na tarde desta quarta-feira mais 17 casos de gripe suína --como é chamada a gripe A (H1N1)-- no Brasil, elevando para 96 o número de pessoas infectadas no país.

Os novos casos confirmados são dos Estados de São Paulo (7); Santa Catarina (5); Minas (3) e Rio (2). O Ministério da Saúde informou que todos os pacientes estão bem, mas não divulgaram detalhes sobre os casos.

Ao todo, os Estados onde há confirmação de contaminação pelo vírus A (H1N1) são: São Paulo (34), Santa Catarina (24), Minas Gerais (14), Rio de Janeiro (13), Tocantins (4), Distrito Federal (3), Mato Grosso (2), Bahia (1) e Rio Grande do Sul (1).

Outros 80 casos considerados suspeitos estão sendo analisados em 18 Estados brasileiros e no Distrito Federal. Além disso, 510 casos já foram descartados.

Segundo a pasta, dois casos confirmados são de transmissão autóctone, ou seja, ocorreram dentro do território nacional. Nestes casos, os pacientes tiveram contato com pessoas procedentes do exterior e diagnosticadas com a doença.

Com isso, chega a 18 o número de casos contraídos dentro do Brasil (autóctones). "O Ministério da Saúde considera que a transmissão no Brasil é limitada, sem evidências de sustentabilidade da transmissão do vírus da Influenza A (H1N1) de pessoa a pessoa", afirmou o órgão, em nota.

Pandemia

Na última quinta-feira (11), a OMS anunciou que a gripe suína atingiu o nível de pandemia (epidemia generalizada). O termo tem relação apenas com a ampla distribuição geográfica do vírus, e não com a sua periculosidade.

A OMS confirmou até esta quarta-feira quase 36 mil casos da doença em 76 países, além de 163 mortes.

Sintomas

A gripe suína é uma doença respiratória causada pelo vírus influenza A, chamado de H1N1. Ele é transmitido de pessoa para pessoa e tem sintomas semelhantes aos da gripe comum, com febre superior a 38ºC, tosse, dor de cabeça intensa, dores musculares e articulações, irritação dos olhos e fluxo nasal.

Para diagnosticar a infecção, uma amostra respiratória precisa ser coletada nos quatro ou cinco primeiros dias da doença, quando a pessoa infectada espalha vírus, e examinadas em laboratório. Os antigripais Tamiflu e Relenza, já utilizados contra a gripe aviária, são eficazes contra o vírus H1N1, segundo testes laboratoriais, e parecem ter dado resultado prático, de acordo com o CDC (Centros de Controle de Doenças dos Estados Unidos).

Comentários dos leitores
Caro eduardo de souza,
A vacina contra o vírus Influenza A (H1N1) foi testada antes de ser utilizada na população e, aqui no Brasil, ela é aprovada pela Anvisa. Seus efeitos colaterais possíveis, até o momento, são: dor no local da aplicação da injeção, febre, dor de cabeça ou nos músculos e articulações. Esses sintomas costumam ser leves e duram 1 ou 2 dias. Raramente, podem ocorrer reações alérgicas como inchaços, asma ou alguma reação mais forte, por conta de hipersensibilidade aos componentes da vacina.
Mais informações: fernanda.scavacini@saude.gov.br
Atenciosamente,
Ministério da Saúde
sem opinião
avalie fechar
eduardo de souza (635) 02/02/2010 02h12
eduardo de souza (635) 02/02/2010 02h12
Centenas de casos de "NERVO MORTAL", uma paralisia dos nervos, estão sendo associados aos que tomaram a vacina. Entre esses casos, a confirmação de que foi mesmo a vacina foi oficializado. "Esses casos são raros" tem afirmado o governo do Eua e os laboratorios que as produziram.
Mais da metade dos médicos N. Amer. não tomaram a vacina "MEDO DE EFEITOS COLATERAIS".
Aos que aqui voriferam os "benefícios" da vacina, estejam a vontade, podem tomá-la, alguns laboratórios estão a procura de "voluntários". :0)
1 opinião
avalie fechar
hugo chavez (310) 01/02/2010 21h39
hugo chavez (310) 01/02/2010 21h39
O silêncio do "Ministério da Saúde" frente às minhas colocações sobre as investigções mundiais em face de supostas irregularidades no episódio "pandemia de gripe suína" deixa algo no ar e cada um pode interpretar como quiser. Claro que tudo isto ocorre numa esfera muito acima do próprio Minsitério e tb, bem além do Governo brasileiro. Só os "donos do mundo" que elaboraram mais este "projeto" para o Mundo, podem esclarecer a questão. Afinal, alguns governos parecem ter sido vítimas, junto com a população mundial, destes "eventos mal esclarecidos". Para os que se perguntam se devem tomar a vacina, é bom refletir sobre tudo isto e decidir conforme a conveniência pessoal. Eu apóio as outras vacinas e as utilizo, mas, "gripe suína' e de outras "grifes", não me enganam. A "grande mídia" deveria investigar isto mais a fundo ou não? Sei lá né rsrs. sem opinião
avalie fechar
Comente esta reportagem Veja todos os comentários (6467)
Termos e condições
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página