Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
02/10/2002 - 15h10

Criminosos determinam toque de recolher em bairro de Osasco (SP)

LÍVIA MARRA
da Folha Online

Criminosos determinaram hoje o fechamento do comércio no bairro Jardim Conceição, em Osasco, Grande São Paulo. O toque de recolher seria uma reação contra a morte de um homem, supostamente envolvido com o tráfico de drogas, ocorrida no final da noite de ontem.

A Polícia Militar foi informada sobre o movimento por volta das 13h. Segundo as denúncias, criminosos passaram determinando o fechamento das lojas, principalmente nas ruas Paranaense e Projetada.

Equipes da PM e do serviço reservado -à paisana- estão na região para avaliar a dimensão das ameaças.

O homem morto durante tiroteio com a polícia, ontem à noite, foi identificado como Cícero da Silva. Uma arma e alguns papelotes de cocaína foram apreendidos com ele.

"Acreditamos que o suposto toque de recolher esteja ligado ao tráfico por causa da resistência ocorrida ontem", afirmou o major Edson Santos da Silva, coordenador operacional do 14º Batalhão da Polícia Militar.

Para o policial, o clima de insegurança contribui para o fechamento do comércio.

"A polícia está nas ruas para garantir a tranquilidade da população, mas existe um clima de apreensão, de insegurança. As informações ainda são desencontradas. Falaram que um grupo de dez homens passaram determinando o fechamento do comércio. Depois falaram também que eram homens em um carro e uma moto", disse.

Nenhum suspeito foi identificado até o momento.

Rio
Uma onda de boatos e ameaças determinaram o fechamento em diversos bairros do Rio, Niterói e São Gonçalo, na região metropolitana, na segunda-feira (30).

Lojas e escolas fecharam as portas. Ônibus foram incendiados.

A ação foi atribuída a traficantes. Seria uma represália contra a transferência de integrantes do Comando Vermelho de Bangu 1 para o Batalhão de Choque da Polícia Militar.

Gravações divulgadas ontem pelo Ministério Público mostram o traficante Marcos Antônio da Silva Tavares, o Marquinho Niterói, planejava um toque de recolher.

"Vai ter situação aí que você vai ficar ligado, que todas as firmas vão fechar, para mandar parar tudo. Dar blecaute na zona sul, tem que parar tudo, comércio geral, parar tudo", diz um trecho das gravações.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página