Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
19/05/2010 - 18h31

Nestlé recorre à Justiça contra decisão que proíbe propaganda do Alpino Fast

Publicidade

RICARDO GALLO
da Reportagem Local

A Nestlé entrou nesta quarta-feira na Justiça contra decisão da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) que proibiu propaganda do Alpino Fast, versão para beber do chocolate Alpino.

Anvisa proíbe propaganda e anúncios da bebida Alpino Fast
Multa à Nestlé por Alpino Fast pode chegar a R$ 11,5 milhões
Nestlé decide mudar a embalagem da bebida Alpino
Nestlé vende bebida Alpino que não contém Alpino

Fred Chalub/Folha Imagem
Reproducao da bebida da Nestlé sabor Alpino; Ministério Público investiga produto
Reproducao da bebida da Nestlé sabor Alpino; Ministério Público investiga produto

Ontem, a agência havia determinado a suspensão da propaganda do Alpino Fast que induzisse a erro. Ao menos em seu site, a empresa não cumpriu a medida.

Também hoje, o Ministério Público do Rio de Janeiro entrou com ação na Justiça pedindo que a suspensão da venda e da publicidade do Alpino Fast. A ação pede ainda que a empresa mude o nome do produto.

A polêmica começou porque a Nestlé lançou o Alpino Fast usando o nome do conhecido chocolate. O produto, porém, não leva chocolate Alpino, diz uma mensagem no rótulo. Dezenas de consumidores reclamaram.

O Ministério da Justiça, o Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária), o Ministério Público da Paraíba e os Procons de Rio e de SP também apuram o caso.

Após a polêmica, a Nestlé decidiu tirar a inscrição "Este produto não contém chocolate Alpino" do rótulo. Procurada, a Nestlé não quis se manifestar.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página