Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
16/04/2004 - 07h39

Padre é acusado de agredir e assediar enfermeira dentro de igreja

Publicidade

da Folha de S.Paulo, em Campinas

O padre Jocelir Leo Vizioli, 46, da paróquia Espírito Santo, em Rio Claro (175 km de SP), é acusado de agredir e assediar sexualmente a enfermeira Patrícia Alessandra Siqueira da Silva, 29, dentro da própria igreja.

Segundo a vítima, que procurou o padre para buscar ajuda religiosa, Vizioli teria elogiado o seu corpo e iniciado as agressões com tapas e empurrões durante um ritual. Segundo a polícia, o padre é conhecido como "exorcista". A vítima disse que as agressões continuaram mesmo depois de uma tentativa de fuga.

De acordo com a delegada Patrícia Silveira Rosa, da Delegacia de Defesa da Mulher de Rio Claro, o padre será intimado a prestar depoimento após a conclusão dos laudos do exame de corpo de delito da vítima.

Segundo o advogado do pároco, Irineu Prado, o padre nega ter cometido as agressões. A Cúria da Diocese de Piracicaba disse que irá apurar o caso.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Smart TV Smart TV Diversas ofertas a partir de R$ 856,11

Notebook Notebook Trabalhe, estude, jogue, a partir de R$ 769,00

Celulares | Tênis | Mais...

Voltar ao topo da página