Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
23/09/2004 - 11h28

Dupla mata Escadinha no Rio de Janeiro

Publicidade

TATHIANA BARBAR
da Folha Online

O ex-chefe do tráfico de drogas do morro do Juramento (zona norte do Rio) José Carlos dos Reis Encina, o Escadinha, foi morto na manhã desta quinta-feira na avenida Brasil, sentido centro, na altura de Padre Miguel. Escadinha cumpria, desde 1999, regime semi-aberto e trabalhava numa cooperativa de táxis.
Reprodução
José Carlos dos Reis Encina, o Escadinha


Ele estava em seu carro, um Vectra prata, quando foi morto com dois tiros de fuzil no rosto. O outro ocupante do carro, que também morreu, foi identificado como Luciano da Silva Vanderlei. Ele foi atingido no peito e no braço.

O carro de Escadinha foi fechado por uma moto, com dois homens, que dispararam quatro tiros.

Após o crime, a polícia interditou o local e os motoristas foram orientados a seguir pela pista lateral. O caso foi registrado no 33º DP (Realengo).

Escadinha

O morro do Juramento, em Vicente de Carvalho, zona norte do Rio, ficou conhecido nos anos 80 por ser o reduto de um dos mais conhecidos traficantes da história do Rio, o Escadinha.

Atualmente, ele cumpria regime semi-aberto --que permite que condenados a até oito anos trabalhem durante o dia e durmam na cadeia-- no Complexo Penitenciário de Bangu e presidia uma cooperativa de táxis.

Escadinha também cuidava da creche Príncipe da Paz, no acesso ao morro do Juramento. Ele foi preso pela primeira vez em 1974 por porte ilegal de arma, mas pagou multa e foi liberado.

Segundo a Secretaria da Administração Penitenciária do Rio, Escadinha ingressou no sistema prisional em janeiro de 1983, quase um mês depois de ser novamente preso.

O traficante ficou famoso em 1985 por escapar de helicóptero do presídio de Ilha Grande, no dia 31 de dezembro. Ele também respondeu a um processo como mandante do assassinato de companheiros de cela em um motim em 1989.

De acordo com a secretaria, Escadinha passou, entre outras unidades, pelo presídio Ary Franco e pelas penitenciárias Lemos Brito, Milton Dias Moreira e Bangu 1.

Leia mais
  • Erramos: Dupla mata Escadinha no Rio de Janeiro
  • Polícia analisa hipóteses para assassinato de Escadinha
  • Saiba mais sobre José Carlos dos Reis Encina, o Escadinha

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre o Escadinha
  • Veja mais sobre violência no Rio
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página