Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
14/02/2007 - 22h49

Primeiro colocado no vestibular da Unicamp estudou em colégio militar

Publicidade

MAURÍCIO SIMIONATO
da Agência Folha

Ele tem 17 anos, se declara pardo, estudou em colégio militar desde a quinta série, não fez cursinho e foi aprovado em sete das principais universidades do país neste ano. João Francisco Ferreira de Souza soube ontem que é o primeiro colocado geral no vestibular na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) de 2007.

Aprovado no curso de engenharia química, Souza cursou o ensino médio em colégio militar de Campo Grande (MS), cidade onde o pai era tenente-coronel do Exército até o mês passado.

A família do estudante --ele, a irmã de 15 anos e os pais-- mudou-se para São Paulo em janeiro. Vivem em apartamento simples em prédio militar no Paraíso (zona sul).

O estudante diz que a disciplina militar influenciou seu desempenho. "Não sou gênio. Sou organizado no horário para estudar. Em casa há regras bem definidas. Tomamos café da manhã, almoçamos e jantamos juntos. Depois da janta, vem sempre a tarefa escolar."

Souza conseguiu a vaga no colégio militar há sete anos por ser filho de oficial e porque morava na cidade havia menos de dois anos. Na época, a família ainda vivia em Brasília e ele estava na quinta série.

"Estudar nunca foi uma tortura para mim. Leio de tudo um pouco. Mas não deixo de me divertir e de sair com os amigos. Meu sonho agora é ser pesquisador ou cientista."

Depois de morar dois anos em Brasília, a família mudou-se para Campo Grande, onde ele estudou por cinco anos no Colégio Militar de Campo Grande.

Ação afirmativa

Por se declarar pardo, Souza largou com dez pontos a mais no vestibular da Unicamp --medida prevista em programa de ação afirmativa e inclusão social da instituição. Também ganhou 30 pontos extras por ter cursado o ensino médio em escola pública.

Sem os 40 pontos, de acordo com a universidade, ele alcançaria a segunda ou a terceira colocação geral do concurso.

O estudante foi aprovado ainda em mais seis universidades --quatro públicas e duas particulares--, entre elas a USP (Universidade de São Paulo) e a PUC-São Paulo. Em quatro instituições, ficou em primeiro lugar na seleção do curso que escolheu.

Souza se diz indeciso entre a Unicamp e a USP, onde passou em primeiro lugar no vestibular para engenharia mecatrônica. Além de mecatrônica e engenharia química, foi aprovado para engenharia mecânica, civil, elétrica e de telecomunicações.

"Sempre cobrei organização dele", disse a mãe do adolescente, a ex-professora Eliana Maria Souza, 43, que deixou de dar aulas após ter o diagnóstico de esclerose múltipla (doença neurodegenerativa rara).

Dados do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) divulgados na semana passada indicam que, entre as 20 escolas com melhores classificações no Enem 2006 (Exame Nacional do Ensino Médio), apenas três são públicas. Souza teve nota 88,9 no Enem 2006. A média nacional foi 42,5.

Leia mais
  • Livros ajudam a escolher a profissão e a entender o mercado de trabalho

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre a Unicamp
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Geladeiras Geladeiras Frost Free, Duplex, a partir de R$ 862,20

    TV TV LED, 3D, FULL HD e Smart a partir de R$ 399,90

    Home Theater | Tênis | Mais...

    Voltar ao topo da página