Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
29/08/2007 - 23h16

Direção da UFSC pede saída de estudantes da reitoria na Justiça

Publicidade

da Agência Folha

Uma semana após estudantes invadirem a reitoria da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), a direção da instituição resolveu pedir na Justiça a reintegração de posse por considerar que "o diálogo se esgotou".

"Ficou claro que a administração tem mostrado a busca do diálogo. O reitor se encontrou duas vezes com os estudantes. Mas não há nenhuma demonstração de flexibilização do movimento. Chega um momento em que não há mais o que conversar. Serão tomadas as medidas cabíveis, já que o acesso ao local é fundamental", afirmou a pró-reitora Corina Espíndola.

Para os estudantes, a medida é "contraditória". "Foi dito que a negociação ainda estava aberta. É preciso haver coerência. Se a polícia entrar no campus, haverá violência contra a autonomia universitária", disse Maikel da Silva, 26, aluno de ciências sociais.

Entre as reivindicações dos estudantes com as quais a reitoria não concorda está o arquivamento dos processos administrativos e criminais relativos a estudantes que participaram da greve de 2005, quando o reitor e conselheiros ficaram presos por alunos na sala do Conselho Universitário.

Em nota, a direção da universidade disse que "não há a menor possibilidade de simplesmente retirar um processo que diz respeito à entidade suprema de uma universidade, o Conselho Universitário".

Os estudantes deverão fazer um ato amanhã para pedir a abertura imediata de concursos para a contratação de professores e servidores efetivos _outro dos 16 pontos da pauta de reivindicações.

Acompanhe as notícias da Folha Online em seu celular: digite wap.folha.com.br.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página