Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
15/11/2001 - 09h02

Resumão/português - Composição e derivação

THAÍS NICOLETI DE CAMARGO
especial para a Folha de S.Paulo

Os mais importantes processos de formação de palavras são a composição e a derivação. Na composição, dois ou mais radicais se ligam para dar origem a uma nova palavra. Na derivação, um só radical é acrescido de um prefixo ou de um sufixo.

Em "guarda-chuva", "passatempo" e "girassol", percebemos facilmente os elementos que concorreram para a formação do novo vocábulo, pois a grafia e a acentuação tônica das palavras de origem se mantiveram, havendo, portanto, uma justaposição de elementos.

Mas a composição pode ocorrer por meio de uma aglutinação de diferentes radicais. É o caso de "embora", que nasceu da expressão "em boa hora"-daí o termo ser usado após o verbo "ir" até os dias de hoje. Nesse tipo de composição, as palavras originais sofrem perdas de caráter morfológico e/ou fônico. É o caso ainda de "planalto" (plano alto) e do pronome de tratamento "você", antes "Vossa Mercê".

A prefixação e a sufixação são os principais tipos de derivação. "Antever" e "descontente" são palavras formadas por prefixação; "lealdade" e "sensatez" são formadas por sufixação. Alguns radicais recebem, simultaneamente, um prefixo e um sufixo, processo chamado de parassíntese. É o que ocorre em "apedrejar" e "entardecer", por exemplo.

Derivação regressiva é o nome que se dá à supressão de um sufixo da palavra. É comum na passagem de verbos a substantivos abstratos. "Retorno" vem de "retornar", "volta", de "voltar", "registro", de "registrar".

A mudança de classe gramatical sofrida por uma palavra é o que chamamos derivação imprópria. Esse é um processo de criação de palavras largamente usado por Guimarães Rosa. No trecho: "Os tempos mudavam, no devagar depressa dos tempos", um advérbio passa a substantivo (devagar) e outro passa a adjetivo (depressa).

Em "esta vida era só o demoramento", o autor usa "demoramento" (sufixação) no lugar de "demora" (derivação regressiva). Mas, em "se comentava, aos cantos (...) num sussurruído", o autor criou uma palavra por aglutinação, um dos tipos de composição.

---------------------------------------------------------------
Thaís Nicoleti de Camargo é consultora de língua portuguesa da Folha e apresentadora das aulas de gramática do programa "Vestibulando", da TV Cultura

Leia mais notícias de vestibular no Fovest Online

Fovest - 15.nov.2001

  • Fuvest começa neste domingo, prepare-se

  • Agora é hora de descansar e guardar energia


  • RESUMÃO
  • Biologia

  • Atualidades

  • História

  • Física


  • PROFISSÕES
  • Carreira de medicina é tão difícil quanto o curso

  • Pediatria é a especialização mais escolhida

  • Saiba mais sobre o curso de medicina

  • Confira como é o perfil do médico no Brasil


  • PROGRAMA
  • Antes da Fuvest, relaxe no Ibirapuera

  • Fatecs de SP têm média de 12,4 c/v

  • USP promove feira de livros

  • Unicid apresenta "Bicho de Sete Cabeças"
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Geladeiras Geladeiras Frost Free, Duplex, a partir de R$ 862,20

    Notebook Notebook Trabalhe, estude, jogue, a partir de R$ 769,00

    Celulares | Tênis | Mais...

    Voltar ao topo da página