Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
09/09/2004 - 08h48

Novo medicamento ajuda a combater artrose

Publicidade

MARCOS DÁVILA
da Folha de S.Paulo

O mercado brasileiro acaba de ganhar um medicamento mais eficiente no combate à artrose (uma afecção degenerativa das articulações). Fabricado pelo laboratório Aché, o remédio faz a associação de duas substâncias que contribuem fortemente para a reconstituição de cartilagens: os sulfatos de glicosamina e de condroitina.

"A glicosamina é analgésica e protege a cartilagem. Ela ajuda a melhorar a qualidade do líquido sinovial, que a nutre e a mantém viva. A condroitina tem ação antiinflamatória", afirma Ricon Jr., do Centro Ortopédico de Ipanema (RJ). De acordo com ele, o uso combinado dessas duas substâncias já era usado no país há mais de dez anos, mas sempre obtidos por meio de farmácias de manipulação.

Segundo o especialista, a combinação tem resultados muito positivos, mas os benefícios não são imediatos. "Geralmente, os efeitos podem demorar de seis a oito semanas para aparecer", afirma.

A vantagem do novo medicamento, segundo o reumatologista Sebastião Radominski, professor e chefe de Reumatologia na Universidade Federal do Paraná, é a possibilidade de "diminuir ou até frear o processo de degeneração". "Agora temos a opção de interferir no curso da doença", diz.

Diferentemente do que muita gente pensa, a artrose não é uma doença que aparece somente na terceira idade. É verdade que a incidência maior acontece após os 70 anos, mas também há jovens com dores nas "juntas" e dificuldades de movimentos relacionados às inflamações nessas cartilagens.

Para Ricon Jr., obesidade e práticas esportivas que exigem demasiadamente das articulações, como futebol e atletismo, podem acelerar a ocorrência da enfermidade em jovens e adultos. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde, a artrose atinge cerca de 10% da população mundial, e a incidência aumenta com o passar da idade. Em pessoas com mais de 70 anos, a evidência da doença chega a 85%, sendo que metade delas não sente dores.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre artrose
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Geladeiras Geladeiras Frost Free, Duplex, a partir de R$ 862,20

    Notebook Notebook Trabalhe, estude, jogue, a partir de R$ 769,00

    Celulares | Tênis | Mais...

    Voltar ao topo da página