Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
21/10/2004 - 08h47

Exercícios e alongamentos fortalecem a coluna e previnem dores

Publicidade

KARINA KLINGER
free-lance para a Folha

Imagine uma pilha de copos em equilíbrio: um pequeno empurrão pode acabar com a cascata de vidro em segundos.

O exemplo cai bem quando o assunto em pauta é sua coluna vertebral. Apesar de mais resistente, esse emaranhado de ossos, músculos e nervos não se quebra de uma hora para outra, mas pequenos empurrões, bruscas torcidas de costas ou posições desajeitadas também podem acabar com a sua estrutura.

Sendo assim, quem quer distância das dores lombares deve seguir à risca recomendações como prática regular e não exagerada de exercícios físicos, dieta balanceada (para que o sobrepeso não recaia sobre a coluna) e distância do cigarro, além de atenção especial para a postura corporal.

Se você não está a fim de ingressar nesse hall de sofredores --cerca de 80% da população já tem, teve ou terá dor nas costas--, é bom ir se acostumando a levar mais a sério o conselho dos médicos.

"Os exercícios físicos são essenciais porque fortalecem os músculos que sustentam a coluna. O cigarro é um veneno, suas substâncias tóxicas impedem o fluxo sangüíneo pela região da coluna. Os quilos extras a sobrecarregam. Por fim, vêm os movimentos e posturas inadequadas. Tortura-se muito a coluna vertebral", alerta o reumatologista José Goldenberg, autor do livro "Coluna, Ponto e Vírgula" (editora Atheneu). "Basta pouco para provocar a dor. Uma simples noite mal dormida até um esforço acima do normal e os problemas batem à porta", complementa.

Mas, se existe um lado bom nesse inconveniente tão popular, é que hoje se sabe que mais da metade dos casos de dores na coluna são causados por problemas decorrentes de causas que podem ser facilmente reparadas, como deixar de sentar-se curvado diante do computador ou torcer a coluna bruscamente na pressa ao sair do carro. "Como escondem causas benignas, esses casos se curam praticamente sozinhos", diz o reumatologista Jamil Natour, da Universidade Federal de São Paulo.

Às vezes a dor nas costas pode indicar um problema mais sério, mas segundo os médicos, esses casos são exceções. O sintoma pode sinalizar um tumor, uma infecção mais grave ou até mesmo uma fratura, mas o diagnóstico costuma ser complexo e depende de uma boa consulta clínica.

Se você já consultou um médico e constatou que por trás da dor que sente estão os hábitos inadequados de vida, a reportagem do Equilíbrio traz ao lado alguns exercícios que podem ser úteis para evitar a dor. Segundo a fisioterapeuta Luciana Couto, da clínica Goldenberg, todo cuidado é necessário. "Exagerar na dose pode ser pior. O ideal é que antes de fazer os exercícios recomendados, o paciente tenha passado antes por uma avaliação médica", orienta.

Para a fisioterapeuta, as pessoas devem estar mais atentas à sua coluna vertebral durante a prática de atividades diárias e corriqueiras. "Os exercícios são fundamentais porque fortalecem os músculos que sustentam a coluna", explica.

A administradora de empresas Gisele Maia, 37, que tem fibromialgia, dor muscular generalizada, costuma fazer os exercícios. "Era sedentária, as sessões de alongamento são hoje o que me confortam, conta Gisele.

Para prevenir dores nas costas

(repita de duas a três vezes por semana)

1. Equilibrar: como a ajuda de uma bola, eleve o quadril para posicionar a coluna corretamente. As pernas não devem estar nem abertas, nem muito fechadas. A bola ajuda a manter o posicionamento adequado da coluna
2. Exercitar: deite-se de barriga para baixo com os joelhos flexionados e os braços estendidos. Em seguida, acentue sua curvatura para alongar-se.
3. Esticar: esse exercício lembra o anterior, a diferença é que o braço direito e a perna esquerda ficam estendidos. Em seguida, faça o oposto, com o braço esquerdo e a perna direita
4. Alongar: Um elástico ou cinto pode ser usado nessa posição. O importante é manter sempre as pernas flexionadas
5. Relaxar: deite-se no colchonete com a barriga para cima e os joelhos flexionados. Essa forma garante apoio para a sua coluna e ainda relaxa

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre a coluna vertebral
  •  
    Envie sua notícia

    Publicidade

    As Últimas que Você não Leu

    1.  

    Publicidade

    Livraria da Folha

    Ansiedade

    Ansiedade

    Augusto Cury

    Comprar
    Clarice Lispector Todos os Contos

    Clarice Lispector Todos os Contos

    Clarice Lispector

    Comprar
    O Mapa da Felicidade

    O Mapa da Felicidade

    Heloísa Capelas

    Comprar
    Quando o Sofrimento Bater à sua Porta

    Quando o Sofrimento Bater à sua Porta

    Padre Fábio de Melo

    Comprar

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página