Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
26/11/2006 - 17h55

Palmeiras dá vexame em casa, mas se livra do rebaixamento

Publicidade

da Folha Online

O Palmeiras foi goleado na tarde deste domingo por 4 a 1 pelo Internacional, mesmo jogando em casa, no Parque Antarctica, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro, mas mesmo assim livrou-se matematicamente do risco de rebaixamento, graças à derrota da Ponte Preta diante do Goiás, resultado que sela a queda do time de Campinas à Série B.

Apesar de ter se mantido com 43 pontos, o time paulistano não pode mais ser alcançado pela Ponte, que continua com 38 pontos e se junta a São Caetano, Fortaleza e Santa Cruz, todos rebaixados.

O time do técnico Jair Picerni, que levou os jogadores para um retiro em Extrema (MG) durante a última semana, levou o primeiro gol neste domingo logo a 1min de jogo. Alexandre Pato recebeu lançamento na entrada da área e tocou na saída do goleiro Diego Cavallieri.

Logo em seguida, aos 4min, Fernandão deu um corte num zagueiro, e da entrada da área, chutou no canto direito de Diego para fazer o segundo.

A situação piorou aos 12min, quando Diego teve que sair devido a uma contusão e deu lugar a Sérgio no gol palmeirense.

Aos 22min, Alexandre Pato cabeceou a bola no travessão e quase ampliou a vantagem. O terceiro gol do Inter saiu aos 34min. Pato, em tarde inspirada, fez boa jogada pela direita e cruzou. O zagueiro Daniel tentou cortar e acabou fazendo contra.

No final do primeiro tempo, aos 45min, mais uma vez Pato fez grande jogada, driblou Marcinho Guerreiro, tirou Daniel e deixou Iarley livre para escolher o canto e fazer o quarto.

"Não tem explicação", disse o atacante Enílton na saída do time alviverde para o intervalo.

Na segunda etapa, o Internacional diminuiu o ritmo e o Palmeiras conseguiu equilibrar um pouco mais a partida. Aos 10min, Juninho e Élder Granja foram expulsos pelo árbitro Cléver Gonçalves após entrada dura do palmeirense.

Mesmo sem criar grandes oportunidades para diminuir a vantagem do rival, o Palmeiras acabou marcando seu gol de honra aos 29min, graças ao zagueiro Fabiano Eller, que marcou contra após cruzamento de Wendel.

Apesar de ter se livrado do rebaixamento, o Palmeiras terá a difícil tarefa de manter o fôlego financeiro para ser capaz de chegar ao fim do próximo ano com trajetória menos inglória.

Por causa das antecipações de receitas referentes a 2007 que foi obrigado a fazer agora para tapar buracos do orçamento atual, o clube já comprometeu mais de 40% de toda a receita prevista para a próxima temporada.

Adiantamentos de cotas de TV referentes ao Campeonato Brasileiro e ao Paulista e metade de tudo o que tem para receber no ano da Adidas, sua fornecedora de material esportivo, já foram usados pela diretoria palmeirense em 2006 para cobrir dívidas e pagar salários a funcionários e jogadores --estes últimos também tinham direitos de imagens a receber.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre o Palmeiras
  • Leia cobertura completa do Campeonato Brasileiro-2006
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página