Folha Online Ilustrada  
Crítica
29/06/2001 - 01h57

Caetano inicia show conceitual, mas acaba comportado

VAGUINALDO MARINHEIRO
Secretário de Redação da Folha Online

O polêmico Caetano Veloso de entrevistas deixa de lado qualquer polêmica no show "Noites do Norte", que estreou quinta-feira em São Paulo. Caetano compõe um espetáculo comportado que agrada a seus antigos fãs (que torcem o nariz para sua fase mais popular, de cantor de "Sozinho") e também àqueles que foram agregados a seu público justamente por cantar músicas como aquela de Peninha.

"Noites do Norte" traz uma pequena parte do Caetano pensante (a primeira), mas quase todo o show é do compositor de ótimas canções e do cantor excelente.

A melhor parte do espetáculo é justamente a primeira. A pensante. É quando ele dá a impressão de que fará um show conceitual, voltado para as discussões do racismo no Brasil. São cinco músicas: "Two Naira Fifty Kobo", "Sou Mulato", "Noites do Norte" (aquela com texto de Joaquim Nabuco), "13 de Maio", "Zumbi" e "Haiti". Todas falando do problema dos negros.

É também a parte mais afro do show, com forte presença da percussão. Além da música, outros elementos no palco compõem a conceitualidade: todos os integrantes da banca, e também Caetano, estão inteiramente de preto e o painel no fundo do palco, de Hélio Eichbauer, sugere as costas de um negro sangrando.

Dá mesmo a impressão de que Caetano vai seguir essa linha até o fim. De algo mais elaborado, para as pessoas discutirem no jantar depois do show. Mas tudo mudo de repente e ele entoa "Último Romântico", a balada de Lulu Santos, que abre as portas para a outra parte do espetáculo. Uma parte mais desconexa, de canções que não possuem muita coisa em comum. Parecem estar no show apenas porque Caetano gosta de cantá-las. E o público de ouvi-las. Porque é a partir dessa música que as pessoas mais aplaudem e ficam mais soltas.

Caetano então inicia uma seção banquinho e violão, que também não dura muito (três músicas e meia, uma vez que "Magrelinha", de Luiz Melodia, começa com voz e violão e acaba com guitarras). E há mais misturas aparentemente sem nexos, como a nova "Rock'n Raul", as mais antigas "Tigresa" e "Trem das Cores", além de clássicos da Bossa Nova, como a magnífica "Caminhos Cruzados"(de Tom Jobim e Newton Mendonça) e "Samba de Verão", aquela da novela "Laços de Família". Até que tudo se acabe com a alegre "Gente", uma saudação dos anos 80 a amigos e familiares do compositor.

A polêmica não existe nem na hora da falada versão de "Um Tapinha não Dói", que provocou vaias no Rio, mas não na estréia em São Paulo. Não é polêmica porque Caetano canta de forma irônica, a emendando com "Dom de Iludir", aquela que diz "como pode querer que a mulher vá viver sem mentir".

No bis, mais mescla. Há "Tropicália", "Sampa", "Meia Lua Inteira", de Carlinhos Brown, e até "Eu e a Brisa", de Johnny Alf.

Mas mesmo essa aparente falta de nexo não atrapalha o show. Simplesmente porque Caetano é um grande cantor, mesmo estando um pouco rouco e tendo alguma dificuldade em notas muito graves ou em alguns falsetes.

E também porque ele parece estar de bem com a vida, e com a platéia, que acaba o show com as mãos para cima e pedindo mais, mesmo depois de exatas duas horas de músicas.

Veja a lista completa de músicas:
"Two Naira Fifty Kobo", "Sou Mulato", "Noites do Norte", "13 de Maio", "Zumbi", "Haiti", "Último Romântico", "Araçá Azul", "Nosso Estranho Amor", "Mimar Você", "Magrelinha", "Rock'n Raul", "Zera Reza", "Dom de Iludir", "Caminhos Cruzados", "Tigresa", "Trem das Cores", "Samba de Verão", "Menino do Rio", "Meu Rio", "Gatas Extraordinárias", "Língua", "Cajuína" e "Gente".
Bis: "Tropicália", "Eu e a Brisa", "Meia Lua Inteira", "Sampa", "Tempestades Solares".

  Veja fotos do show de Caetano Veloso

 Serviço

Noites do Norte
Com: Caetano Veloso
Onde: DirecTV Music Hall (al. dos Jamaris, 213, Moema, São Paulo, tel. 5643.2500)
Quando: de quinta a domingo, até 8 de julho. Às quintas, 21h30. Sexta e sábado, 22h. Domingo, 20h.
Quanto: de R$ 65,00 a R$ 120,00.


   
Destaques

OSCAR 2003 Guerra coloca realização da cerimônia do prêmio em xeque; veja especial

"BIG BROTHER 3" Saiba o que acontece no dia a dia do "reality show" da Globo

TEATRO Veja a programação do 12º Festival de Teatro de Curitiba

EXPOSIÇÃO Faça um passeio virtual pela mostra da China que está em SP

"BIG BROTHER 3" Saiba o que acontece no dia a dia do "reality show" da Globo


NotíciasNoticias

17/04/2003

00h45 Ooops! bate recorde e agradece publicando e-mail de leitores

00h19 Confira o resumo das novelas desta quinta-feira

00h03 Clipe de Madonna reeditado após a guerra estréia segunda

00h02 Madonna olha para o próprio umbigo em novo CD

00h01 Folha Online estréia novo projeto gráfico


Copyright Folha de S. Paulo. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).