Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
28/12/2003 - 17h44

Aposentado de Brodowski foi imortalizado em tela de Portinari

Publicidade

free-lance para a Folha de S.Paulo, em Ribeirão Preto (SP)

As crianças brincando na praça, o sol que brilha no céu sem nuvens e a calmaria de Brodowski compõem o mesmo cenário de uma história que tornou o aposentado Arduíno Heitor Morando conhecido internacionalmente pelos pincéis de Candido Portinari.

"Sinto orgulho e satisfação. Nunca imaginei que ia dar nisso", diz Morando, 66. Com camisa e calção feitos de saco de farinha e um chapéu de palha, ele posou sobre um banco no jardim da casa de Portinari.

Virou um dos "Meninos de Brodowski", série exposta na galeria Charpentier, em Paris, que ganhou a "Legião de Honra", prêmio francês

Único remanescente dos "Meninos", ele costumava brincar em frente à casa do artista. Em troca de doces, posava para Portinari e lavava pincéis. "Eu ficava uns cinco, dez minutos parado e depois ele dizia: 'Pode sair, Morando, vai brincar'", relembra.

Leia mais
  • Interior de SP preserva marcas dos 100 anos de Portinari
  • Centenário de Portinari será lembrado com eventos em SP
  • Policial militar vira especialista em Portinari no interior de SP
  • Museu Casa de Portinari recebe 3.000 por mês
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Geladeiras Geladeiras Frost Free, Duplex, a partir de R$ 862,20

    Notebook Notebook Trabalhe, estude, jogue, a partir de R$ 769,00

    Celulares | Tênis | Mais...

    Voltar ao topo da página